21.1 C
Piçarras
quinta-feira 23 de maio de 2024


Porto de Itajaí assina convênio com Banco do Brasil

Ouça a Matéria


A assinatura de um acordo de cooperação técnica entre a Superintendência do Porto de Itajaí e o Banco do Brasil, nesta semana possibilitará a partir de agora que as licitações da autarquia sejam realizadas através do sistema de “pregão eletrônico”, desenvolvido pelo banco. Itajaí é o primeiro terminal portuário a utilizar esse sistema desenvolvido pelo Banco do Brasil.


De acordo com o superintendente do Porto, Ênio Osmar Casemiro, além de dar maior transparência aos processos licitatórios, o novo método vai possibilitar que o Porto obtenha redução nos preços dos produtos adquiridos. “Isso amplia significativamente o número de empresas aptas ao fornecimento de produtos e serviços, dentro do que prevê a Lei de Licitações”, explica o superintendente.


Denominado “Licitações”, o sistema informatizado desenvolvido pelo Banco do Brasil possibilita realizar, por intermédio da Internet, processos licitatórios de bens e serviços comuns. Pode ainda auxiliar nas aquisições de bens e contratações de obras e serviços junto a fornecedores cadastrados. “Assim, através do site do Banco, os mais de 5 mil fornecedores do Estado cadastrados no sistema e cerca de 31 mil fornecedores brasileiros poderão participar das licitações do Porto de Itajaí. Como aumenta a oferta, a conseqüência natural é a redução nos gastos, em comparação ao sistema tradicional”, informa a superintendente estadual do Banco, Melânia Medeiros Fernandes.



Movimentação



O Porto de Itajaí encerrou os nove primeiros meses deste ano com um incremento de 39% na movimentação de cargas conteinerizadas, comparativamente ao mesmo período de 2002. Passaram pelo cais de janeiro a setembro 339,6 mil TEU?s (Twenty Equivalent Unit ? unidade internacional equivalente a um contêiner de 20 pés), ante os 244,76 mil TEU?s movimentados nos nove primeiros meses do ano anterior. Em tonelagem o volume somado no ano passado, 2.286.948 toneladas, saltou para 2.965.280 toneladas. “O aumento está dentro da média registrada pelo Porto nos últimos meses e fica bem acima dos verificados nos portos brasileiros e na grande maioria dos mundiais”, informa o superintendente do Porto, Ênio Osmar Casemiro.


Somadas as cargas conteinerizadas e break bulk, o terminal itajaiense embarcou e desembarcou 3.185.147 toneladas de janeiro a setembro deste ano, ante os 2.677.359 toneladas somadas no mesmo período de 2002. O crescimento ficou em 19%. As cargas de maior expressão no porto mercante, segundo o diretor de logística Heder Cassiano Moritz, são aves e carnes congeladas e refrigeradas, seguidas pela madeira e derivados, pisos e revestimentos cerâmicos. Os contêineres representam neste ano 93% de toda a movimentação do Porto de Itajaí.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você