20.6 C
Piçarras
terça-feira 18 de junho de 2024


Penha: Demandas do setor de ‘salgas’ serão levadas até Comissão da Alesc

Ouça a Matéria

O presidente da Comissão de Pesca Artesanal do Litoral Norte, Luizinho Américo, afirmou que levará as demandas do setor das salgas de Penha até a Comissão de Pesca e Aquicultura da Assembleia Legislativa de Santa Catarina. A intenção é buscar apoio parlamentar para mudanças que simplifiquem o processo de regularização dessas pequenas empresas da manufatura pesqueira.

“O que temos visto é uma fiscalização intensa sobre essas pequenas empresas, que realizam um trabalho árduo e crucial para economia pesqueira. Um trabalho que poucos tem o estímulo de executar, mas que é de suma importância para essas famílias. Infelizmente, o que temos visto parece querer ceifar essa secular atividade e não vamos permitir que isso ocorra”, pontua o presidente.

“O que temos visto é uma fiscalização intensa sobre essas pequenas empresas, que realizam um trabalho árduo e crucial para economia pesqueira”

LUIZINHO AMÉRICO

Luizinho pontua que as atuais legislações sanitárias são em demasia complexas e onerosas, impedindo que muitos salgueiros consigam sair do estado de clandestinidade. “É preciso que muita coisa seja revista e que a categoria possua situações específicas para seu fomento – não como ocorre agora. Espero que os parlamentares que formam a Comissão possam ampliar o debate e encontrar uma solução”, complementar Luizinho.

Estima-se que em Penha 500 família têm seu sustento vinculado às salgas…com camarão e peixes capturados pelas frotas artesanais e industriais de Penha. “São profissionais que não atuam dessa forma porque querem, mas sim por conta da burocracia que os impede de avançar e prosperar. É preciso que haja menor complexidade e uma assessoria específica, afinal, a pesca faz parte da nossa história”, finaliza o presidente da Comissão.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você