19.1 C
Piçarras
terça-feira 28 de maio de 2024


A procura por melhores preços

Ouça a Matéria

Às vésperas do reinício das aulas, as papelarias devem ser os locais mais procurados por pais e filhos durante os próximos dias. Como sempre, chovem orientações sobre o custo benefício dos produtos básicos da lista de materiais escolares. O Jornal do Comércio pesquisou o preço em três papelarias da cidade, escolhidas aleatoriamente sem o pedido de seus proprietários, e constatou: pesquisar é o melhor negócio. A diferença de preços pode chegar a 41.72%.
Na lista elaborada pelo JC, dois tipos de produtos foram pesquisados nas papelarias: produtos com melhor qualidade e materiais escolares com preços mais acessíveis. Todos os produtos da lista atendem as normas de segurança do Inmetro, inclusive os de menor preço. Entre uma papelaria e outra, é possível economizar até R$ 40 nos produtos de maior qualidade.
Para os proprietários das papelarias e lojas que oferecem os produtos escolares, o custo benefício de um produto deve ser o principal item a ser analisado. Seguindo essa afirmação, o Procon de Santa Catarina ressalta que em muitos casos vale mais comprar um produto mais caro e que vá durar por mais tempo. Na comparação do maior preço nos melhores produtos com o menor valor dos materiais mais acessíveis, a economia foi de R$ 64,90.
Os proprietários dos locais pesquisados pelo JC, afirmaram que ainda existem produtos com valores intermediários e de excelente qualidade. Porém, garantiram total qualidade nos materiais escolares de menor valor, até porque, todos possuem o selo do Inmetro. Optando pela lista acessível, além de economizar pouco mais de R$ 44, o consumidor ainda poderá deixar de gastar 34,04%. Isso porque, entre uma papelaria e outra, a diferença de preço foi de R$ 15,95.
 

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você