16.7 C
Piçarras
quarta-feira 17 de julho de 2024


ArqInovaEscola: projeto que leva arquitetura para dentro da sala de aula inicia em Penha

“Esse projeto oportuniza aos alunos serem a mudança que querem ver no mundo”

Ouça a Matéria

Arquitetura inovando junto com a escola, em prol da educação. Esse é o grande objetivo do projeto ArqInovaEscola, que iniciou nesta terça-feira, 8, , com duas turmas de 7º e 8º ano da Escola Básica Municipal João Antônio Pinto, contemplando cerca de 70 alunos da cidade de Penha. Ao longo do ano, as duas turmas irão desenvolver práticas, ações e iniciativas ligadas a arquitetura, inovação, comunicação, inclusão social, tecnologia, liderança, integração, sustentabilidade e educação.

“Além da escola, teremos projetos para ajudar a cidade, seja um novo portal turístico ou um novo atrativo para as praias”

GABRIEL VOLPI

“Esse projeto oportuniza aos alunos serem a mudança que querem ver no mundo, os desafiando junto com a direção e professores a identificar os principais desafios da escola, e os estimulando a participarem no desenvolvimento de ideias para melhorar o ambiente escolar. Além da escola, teremos projetos para ajudar a cidade, seja um novo portal turístico ou um novo atrativo para as praias”, explica o arquiteto e urbanista, Gabriel Volpi – que desenvolve o projeto em parceria com as secretarias de Educação e Turismo de Penha.

A secretária de Educação, Thyrciane Santana, destaca a importância da ação. “Já tivemos esse projeto em anos anteriores e foi um sucesso total. As crianças adoram e é também um importante elo entre poder público, comunidade local e empresários da cidade”, pontua.

Mais de 120 projetos já foram elaborados desde 2017

O secretário de Turismo, Cléber Neumann, finaliza destacando o projeto do ano anterior. “A Prefeitura sempre apoiou totalmente a ideia, visando fortalecer a escola e nossos alunos. O projeto inicial do deck na Praia do Cascalho partiu dessa iniciativa, e claro, nós executamos e adaptamos da maneira que era possível fazer. Hoje, o deck se tornou mais um atrativo turístico para a cidade”, finaliza.

A intenção é de que os alunos desenvolvam diversas práticas, ações e iniciativas que possam melhorar a escola e cidade diante dos desafios estabelecidos, e identificar pontos fortes a serem explorados e pontos fracos a serem melhorados. Desde 2017, quando iniciou o projeto, foram 630 alunos impactados e 120 projetos elaborados.

REDAÇÃO, JORNAL DO COMÉRCIO
REDAÇÃO, JORNAL DO COMÉRCIO
Desde 1989 informando a comunidade. Edição impressa semanal sempre aos sábados.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você