28.4 C
Piçarras
sábado 24 de fevereiro de 2024


Kitsurfista de Barra Velha, Chrystian Borba, escreve seu nome no Guinness Book

“Compor o rol de atletas, de pessoas que cometeram façanhas de ir para o Livro dos Recordes isso aí para mim tem um significado muito grande”

Ouça a Matéria

O barra-velhense e servidor do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), Chrystian Borba, registrou novamente seu nome no Guinness Book, o Livro dos Recordes. Ele participou do Kite for The Ocean, uma iniciativa do “Winds For Future”, e formou um coletivo de kitesurfistas que estabeleceu um novo recorde mundial de percurso em 30 dias: percorrem cerca de 80 mil quilômetros, quase duas voltas ao redor do planeta.

“Não é qualquer um que consegue atingir essa meta – são inúmeras questões, inúmeros fatores a serem superados e que levam a conquistar esse índice, esse grande feito”

CHRYSTIAN BORBA
FOTO, TJSC

Ele faz parte de um grupo de 711 atletas de 14 países, que tinham por desafio velejar 44 mil quilômetros – meta dobrada. “Representa para mim uma das mais expressivas conquistas. Já fui campeão sul-americano Brasileiro, já representei o Brasil no Mundial, mas compor o rol de atletas, de pessoas que cometeram façanhas de ir para o Livro dos Recordes isso aí para mim tem um significado muito grande. Grande porque foi um grande desafio que não é qualquer um que consegue atingir essa meta – são inúmeras questões, inúmeros fatores a serem superados e que levam a conquistar esse índice, esse grande feito”, celebrou.

Chrystian colaborou com a marca surfando 62,8 quilômetros. “Tem uma grande importância, justamente por isso, pela dificuldade e principalmente pelo ineditismo. Até mesmo por ineditismo, porque eu sou o único atleta de Barra Velha que conquistou isso”, acrescentou o chefe do Juizado Especial Cível e do Cejusc na comarca de Barra Velha.

Para documentar e autenticar os feitos dos destemidos kitesurfistas, foi utilizada a plataforma Strava. Ela permitiu aos participantes lançarem seus percursos, alimentados com registros de GPS. Os dados tiveram suas conquistas automaticamente contabilizadas para o Guinness World Record.

Aliás, já é a segunda vez que o servidor registra essa conquista. Em 2019, Chrystian também esteve no Ceará e compôs equipe com 596 atletas que fez a maior reunião de kitesurfistas no mundo. “Antes o recorde era de 2019 que a gente quebrou, o anterior pertencia à Inglaterra. A Inglaterra conseguiu reunir num grande evento 423 atletas que fizeram um determinado percurso. E nós, em 2019, a gente reuniu 596 atletas. Esse desafio também está registrado, eu também estou, então o meu na verdade é o segundo”, acrescentou.

Esta semana ele está em Lima, capital do Peru, com aval da presidência do TJSC, para representar o Brasil no Campeonato Sul-Americano de Waveski.

VIÉS ECOLÓGICO

O desafio buscou elevar a conscientização de entidades públicas e privadas do mundo inteiro para a necessidade de preservar nossos oceanos, promovido pela Kite For The Ocean, entidade sem fins lucrativos com sede no estado do Ceará. Por isso, o diferencial desta iniciativa foi sua abordagem ecológica.

A cada quilômetro percorrido pelos kitesurfistas, o projeto “Kite for the Ocean” compromete-se a remover um quilo de lixo das praias e estuários. Este gesto eco responsável traduz-se em um total de 44 toneladas de materiais que serão retirados, marcando uma ação de sustentabilidade programada entre agosto de 2023 e maio de 2024.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você