27 C
Piçarras
segunda-feira 26 de fevereiro de 2024


Corpo de João Sonheiro foi ‘roubado’ por parente, afirma Polícia

Ouça a Matéria

A Polícia Civil de Penha concluiu o inquérito policial que investigava o furto do corpo de João da Silva, popular João Sonheiro, de sua sepultura. “O suspeito foi indiciado pelos crimes de violação de sepultura e subtração de cadáver”, afirmou o responsável pela Delegacia de Penha, Allan Martins Coelho, mantendo a identidade do suspeito em sigilo, mas adiantando que é um parente de João.

“Um andarilho que estava se abrigando no cemitério viu o suspeito no cemitério por volta das 02h30 e posteriormente mediante fotografia, o reconheceu”, completou Allan. Familiares e testemunhas foram ouvidos durante a investigação, que resultou no indiciamento formal do suspeito ao Ministério Público do Estado (MP/SC). Agora, cabe ao MP/SC averiguar a denúncia e futuramente formalizar denúncia contra o suspeito, que segue em liberdade.

O corpo de João Sonheiro foi retirado da sepultura na madrugada do dia 27 de fevereiro. O crime foi motivado por um boato de que João tinha uma prótese de ouro em seu corpo. Nada foi encontrado e o corpo foi desovado às margens da Rodovia Transbeto, em Penha. O suspeito, se denunciado e julgado culpado, poderá pegar até seis anos de prisão.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você