24 C
Piçarras
quinta-feira 18 de abril de 2024


Autor de chacina em Saudades passará por perícia oficial de sanidade mental

Ouça a Matéria

Fabiano Kipper Mai (18 anos), denunciado pela chacina contra crianças, educadoras e funcionárias de uma creche no município de Saudades, passará esta semana pela perícia médica oficial que irá apontar se ele está apto a ser julgado pelo Tribunal do Júri.  A informação foi confirmada pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC).

LEIA TAMBÉM: Autor de Chacina em Saudades é denunciado 19 vezes pelo Ministério Público

Caso o exame confirme que o réu era capaz (imputável), o processo, cuja instrução já se encontra encerrada, voltará a ter seu regular andamento, com a intimação do Ministério Público e defesa para alegações finais e seguinte pronúncia, submetendo-o a julgamento pelo Tribunal do Júri. A defesa de Fabiano alega que ele é incapaz de entender os próprios atos.

O exame de sanidade mental foi determinado após a defesa do acusado ter anexado aos autos um parecer de médico particular contratado e que informa que o réu sofreria de esquizofrenia. Isso lhe retiraria a capacidade e, por consequência, a responsabilidade de responder penalmente pelos fatos. O exame oficial será realizado por médico perito, integrante do Instituto Geral de Perícias do Estado de Santa Catarina.

Para o Ministério Público, contudo, a tese levantada pela defesa não passa de estratégia para que o acusado evite seu julgamento pelo Tribunal popular do Júri e consequentemente o cumprimento da pena preso, pois não há fundamento técnico ou científico e o réu é plenamente capaz e responsável pelos seus atos, inclusive planejados por dez meses.

O MPSC acompanha o caso desde seu princípio e conta com o apoio, na condição de assistentes técnicos, de Médicos Psiquiatras do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro para os subsídios científicos necessários a se garantir o adequado tratamento ao caso.

Enquanto os exames são realizados, o acusado segue em prisão preventiva, no Presídio Regional de Chapecó, e apenas é levado ao Instituto Geral de Perícias para os exames, que terminam nesta semana. Após a conclusão dos exames e elaboração do laudo pelo perito oficial, tanto o Ministério Público quanto a defesa serão também acionados para manifestação sobre o resultado.

 

Foto por: Roberto Bortolanza/NDTV

REDAÇÃO, JORNAL DO COMÉRCIO
REDAÇÃO, JORNAL DO COMÉRCIO
Desde 1989 informando a comunidade. Edição impressa semanal sempre aos sábados.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você