24 C
Piçarras
quinta-feira 18 de abril de 2024


Cartões-postais de Balneário Piçarras são entregues à Fundação de Cultura

Projeto ‘Remetente: Balneário Piçarras’ criou 16 cartões-postais da cidade, financiado pelo Lei Aldir Blanc de apoio emergencial à cultura

Cada postal possui 250 exemplares
Ouça a Matéria

Os dezesseis cenários piçarrenses que se tornaram cartões-postais, por meio do projeto fotográfico do jornalista Felipe Franco, foram entregues à Fundação Municipal de Cultura de Balneário Piçarras na manhã desta quarta-feira, 23. Financiados pela Lei Aldir Blanc – através de seleção feita por meio de edital organizado pela Fundação – quatro mil postais pincelam um pouco dos encantos da cidade. Eles estão disponíveis à população gratuitamente na sede da Fundação.

Ângulos que enalteçam todo potencial da cidade, fortalecendo o sentimento de pertencimento da população e de amor por Balneário Piçarras

FELIPE FRANCO, JORNALISTA

“A proposta buscou retratar a cidade por meio de uma visão diferente do habitual. Ângulos que enalteçam todo potencial da cidade, fortalecendo o sentimento de pertencimento da população e de amor por Balneário Piçarras”, comenta o jornalista, que fez a entrega oficial à presidente da Fundação, Iria Lúcia Quintino.  O projeto foi batizado por “Remetente: Balneário Piçarras”.

“Achei maravilhosa a ideia do projeto e a realização ficou excelente”, destaca a presidente da Fundação. “Fotos variadas, de qualidade e que fazem um registro histórico da nossa cidade hoje. É também um resgate de uma tradição que tinha se perdido, imprimir, comprar, guardar os postais”, completa. “E essas fotos do Felipe vão eternizar a memória da cidade. Um projeto com recursos bem aplicados para a cidade”, conclui a presidente.

“E essas fotos do Felipe vão eternizar a memória da cidade

Cada postal possui 250 exemplares, que agora estão prontos para circularem o mundo, fortalecendo o mar, a pesca, o interior e as belezas naturais. “A ideia é estimular a divulgação da cidade através de uma prática pouco utilizada nos dias de hoje, mas que, na minha visão, é recheada de sentimento. Quem envia um postal a outra pessoa, denota claramente um sentimento de afeição e carinho”, observa o jornalista.

Além dos cartões circularem pelos meios postais, há também o público de colecionadores – que inclusive trocam informações por meio de uma rede social específica: a Postcrossing. “Por meio dessa rede (www.postcrossing.com), o físico se funde ao digital em prol de uma só causa: valorizar as belezas de cada cidade”, finaliza o jornalista, natural de cidade e que tem a fotografia como hobby.

REDAÇÃO, JORNAL DO COMÉRCIO
REDAÇÃO, JORNAL DO COMÉRCIO
Desde 1989 informando a comunidade. Edição impressa semanal sempre aos sábados.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você