23.1 C
Piçarras
terça-feira 18 de junho de 2024


Evento beneficente “Feijoada do Bem” reverterá valores à construção da Casa de Idosos de Balneário Piçarras

O valor é de R$ 50 e podem ser adquiridos através do telefone (47) 9 9990.9406, ou no dia do evento

Foto, Felipe Franco / JC
Ouça a Matéria

A Associação Casa de Idosos de Balneário Piçarras e a Capela Sagrado Coração de Jesus promovem no próximo dia 22, das 11h às 14h30, a Feijoada do Bem – em prol da arrecadação de fundos para o término da construção da Casa de Idosos Balneário Piçarras. O valor é de R$ 50 e podem ser adquiridos através do telefone (47) 9 9990.9406, ou no dia do evento, que acontece no salão paroquial da Capela (Rua Geraldo Cardoso, Nossa Senhora da Paz).

LEIA TAMBÉM: Associação Casa de Idosos de Balneário Piçarras solicita apoio para concluir a obra

“Será algo muito especial. Vem um cozinheiro de Prudentópolis (PR), que é a capitão do feijão, trazendo os ingredientes especiais para esse prato. As pessoas poderão comer na própria Capela ou levar para casa”, convida o presidente da Associação, Gilberto Cardoso. No dia do evento, haverá venda de bebidas no local.

“Será algo muito especial. Vem um cozinheiro de Prudentópolis (PR), que é a capitão do feijão, trazendo os ingredientes especiais para esse prato”

GILBERTO CARDOSO

A Feijoada do Bem busca arrecadar valores para auxiliar na construção da Casa de Idosos, que está com 75% da obra executadas. A Associação solicita o apoio da comunidade com doações em materiais de construção ou valores em dinheiro para finalizar o futuro lar da melhor idade piçarrense. Cerca de R$ 100 mil são necessários para que a Casa – de 1.500 metros quadrados edificada em Morretes – seja concluída.

Na relação para conclusão, estão listados materiais como cimento, encanamento, areia, tubos, calhas, tinta, vidros, argamassa, louças de banheiro e torneiras. “As doações podem ser em material ou em dinheiro. Se forem em material, pedimos que venha conhecer a obra primeiro”, pede o presidente da Associação.

Em dinheiro, elas podem ser para a conta do Banco do Brasil (Agência 3257-3, conta corrente 24505-4). Por PIX, é possível pelo CNPJ 35.143.375/0001-95. “Nossa contabilidade está totalmente aberta para quem quiser ver. Ao término da obra, apresentaremos toda documentação ao Ministério Público de Santa Catarina”, reforça Gilberto.

A transparência adicional se faz necessário diante da fonte principal de recursos utilizados para construção: 10% da herança da enfermeira Maria Zófia Schubert. Ela deixou uma residência, na quadra do mar, na intenção da criação de uma casa voltada aos cuidados da melhor idade. A residência foi vendida e todo valor está sendo aplicado na obra.

A herança rendeu R$ 1.600.000,00. Gilberto pontua que R$ 900 mil estão sendo aplicados na mão de obra e outros R$ 700 mil em materiais. “Hoje, temos somente R$ 25 mil em caixa. Pedimos o apoio da comunidade para que a obra não pare. Venham nos visitar para conhecer a envergadura desse projeto” convida.

A Associação Casa de Idosos de Balneário Piçarras está sendo construída em um terreno de 3.300 metros quadrados, doado pela Associação Terapêutica Sítio Caminho Novo – que fica aos fundos dessa área. A doação auxiliou diretamente na economia da concretização dos desejos da enfermeira. “Estamos concretizando um sonho da Dona Zófia, que era para um local de cuidados voltados à melhor idade”, detalha o presidente da Associação, que acredita serem necessários mais R$ 200 mil para mobiliar o espaço, posteriormente.

A Casa de Idosos terá espaço para receber até 30 idosos. “Nos primeiros dois anos, focaremos em idosos de 65 a 75 anos, para que a equipe possa ganhar experiência e evoluir nos atendimentos com idosos em situações que requerem um cuidado ainda mais especial”, finaliza

 “O propósito da Casa de Idosos é atender pessoas com círculo familiar em Balneário Piçarras, para que as famílias continuem os acompanhando”, encerra a vice-presidente da Associação, Briguite Fleith – que ainda na sua diretoria nomes como Ana Paula Stiebler, Graça Fleith, Darci Deitos, Anselmo Fagundes, Áureo Wernke, Artêmio Dallagnol, Atilano Zindars e Israel Fleith.

DONA ZÓFIA

Certamente, muitos são os que têm alguma história especial para contar dessa que foi uma das personagens marcantes da vida cotidiana de Balneário Piçarras. Maria Zófia Schubert, ou simplesmente Dona Sofia, dona de uma voz suave e um jeito sério, foi uma das grandes enfermeiras, parteiras, voluntárias e amigas que a comunidade local pode conhecer. Dona Sofia morreu no dia 5 de janeiro de 2013, à noite, no Hospital Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí.

A morte da enfermeira, porém, não apaga as muitas histórias colecionadas. Muitos lembram dos curativos feitos, dos filhos que vieram ao mundo pelas mãos carinhosas da parteira, idosos que receberam um alento na dor e na solidão com suas visitas rotineiras, jovens que aprenderam o que é a dignidade e o trabalho em prol dos mais necessitados…Sempre com uma palavra de conforto.

Ela também foi uma das fundadoras da faculdade de enfermagem da UNIVALI – sendo a primeira coordenadora do curso. Na vida, dedicou-se durante anos ao voluntariado.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você