25 C
Piçarras
quinta-feira 29 de fevereiro de 2024


Fino restauro da Casa de Palmitos é oficialmente entregue à Barra Velha

Foto, Juliano Bernardes
Ouça a Matéria

Uma parte da história barra-velhense agora está cravada na Praça Lauro Loyola. Em cerimônia repleta de saudosismo, a reconstrução fiel da Casa de Palmitos foi entregue à sociedade na noite de quinta-feira, 6 – após quase ter sucumbido à inércia e descrença sobre uma história de amor.  O único patrimônio histórico tombado de Barra Velha seguirá cumprido seu papel e foi rebatizado por Centro Cultural Casa de Palmito.

A Casa, erguida na década de 40, foi transferida do Costão dos Náufragos, após um grupo do ramo imobiliário adquirir o terreno. Houve diálogo entre poder público e os empresários para transferir a estrutura. O restauro envolve a empresa Barra 07 Empreendimentos, que reconstruiu o imóvel, em conjunto com o Conselho Municipal de Patrimônio Cultural (Compac), Fundação Municipal de Turismo, Esporte e Cultura (Fumtec).

“Apartir de hoje, Barra Velha vive uma nova fase na valorização da cultura local”

JULIANO BERNARDES

Para o presidente do Compac, o professor Juliano Bernardes, “a partir de hoje, Barra Velha vive uma nova fase na valorização da cultura local […] Nas minhas aulas história costumo citar o filme ‘Uma Noite no Museu’ que conta a história de um museu americano onde as peças expostas ganham vida e interagem. É isso que queremos no Centro Cultural Casa de Palmito, queremos vida, queremos interação, que possamos ouvir o que esses troncos de palmito querem nos dizer, pois são testemunhas vivas das muitas transformações vivenciadas pela nossa Barra Velha. Que o Centro Cultural Casa de Palmito seja a gênese de um futuro arquivo histórico, de um museu, da Fundação Municipal da Cultura e outras ações que precisamos desenvolver em nossa cidade, que cresce a cada dia e que necessitamos valorizar a sua história, a sua cultura, ainda muito aquém do necessário”.

A casa de 250m² foi edificada por Augusto Teodoro Wald Becker, que residiu no local com Erna Bisewvski – o casal se conheceu na cidade e logo se uniu. O auditório da Casa leva o nome de Erna Bisewski e Walter Becker, como era mais conhecido, batiza o espaço de exposição. Ali, há uma exposição fixa que traz imagens históricas da cidade e da Casa de Palmitos, de autoria do fotografo Arthur Julio Wischral. O local, também receberá exposições itinerantes.

“Entregando esse novo empreendimento, esse novo cartão postal, esse novo espaço cultural e turístico para o município de Barra Velha”

DOUGLAS DA COSTA (PL)
FOTO, FELIPE FRANCO

O prefeito da cidade, Douglas da Costa (PL), lembrou que se “criei na peixeira da minha família, que fazia extrema com a Casa de Palmito. Me criei ali, por toda minha infância […] Meu pai, hoje tem 84 anos de idade, teve a oportunidade de morar dentro dessa Casa de Palmito, ele que instalou o primeiro chuveiro elétrico nessa Casa […] Eu lembro como fosse hoje, a gente veio no dia meio chuvoso, viemos aqui para dar uma olhada no espaço […] e a gente mediu passo a passo. E, tá aqui hoje, a realidade: nós entregando esse novo empreendimento, esse novo cartão postal, esse novo espaço cultural e turístico para o município de Barra Velha”.

A empresa Alianza Engenharia e Construções foi contratada pela Barra 7 para executar o projeto. Sheila Okivet, engenheira da Alianza, enfatiza que os palmitos originais usados nas paredes da casa (que a tornam única no Brasil) praticamente revestiram toda a área externa do imóvel, garantindo com grande fidelidade a originalidade do imóvel; portas e janelas também foram reaproveitadas. O esmero no trabalho da Alianza, segundo Sheila, ficou tão evidente, que até as cantoneiras arredondadas que permitem o fechamento das frestas nos troncos de palmitos encaixados um a um para constituição das paredes foram personalizadas. “Como esses troncos tinham diâmetros diversos, cada cantoneira é única, cortada especificamente para cada bloco”, comentou ela.

 “A Casa de Palmito pode ser considerada a primeira mansão de Barra Velha, a primeira casa de grande porte. Ela foi construída 1939 e 1943, em uma época em que havia só pequenas casas de pescadores lá naquela região. E, quando ela foi feita, chamava muita atenção dos moradores de Barra Velha, de quem visitava a cidade –pelo tamanho dela”, acrescenta Juliano.  Ananias Crispim foi o construtor da obra, auxiliando Walter Becker.

Casa de Palmito quase foi perdida – Foto, Compac

Seu Walter faleceu em 1955. Dona Erna seguiu na residência até 2014, quando morreu, dias após a criação do Compac e edição da Lei que tombou a Casa de Palmito como patrimônio história. Com o falecimento de Dona Erna, – Seu Walter havia lhe dado o direito de usufruto até sua morte – iniciou-se uma discussão pela herança e o processo de tombamento quase foi revertido. Até que o imbróglio se resolveu, a casa ficou abandonada e à sorte. A história quase foi esquecida eternamente.

“Barra Velha corria o risco de perder o seu único, seu primeiro e único imóvel tombado como patrimônio histórico, que estava prestes a ruir porque a situação dela estava bem complicada. Após a morte da dona Erna, a família, os herdeiros eles entraram na justiça pra destombar e a casa ficou completamente abandonada. Então, foi tomada por moradores em situação de rua, havia marcas de fogueira dentro dela, já não tinha não tinha mais forro, mais piso…A gente estava realmente na eminência de perdê-la”, enfatizou Juliano.

O professor encerra afirmando que a Dona Erna iniciou sua história em Barra Velha, “no hotel da família Krause, pois com a viuvez deixou Joinville e veio trabalhar no hotel de seus familiares. Aqui, conheceu o industrial catarinense, radicado no Paraná, Augusto Teodoro Wald Becker, que costumava veranear nas praias de Santa Catarina. Com Wald Becker, viveu uma rápida história de amor na Casa de Palmito, construída com troncos de palmitos extraídos das matas do município”, narra o historiador, que visitou Dona Erna no hospital para comunicar que seu desejo havia sido atendido: a Casa de Palmito ser de Barra Velha.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você