20.3 C
Piçarras
segunda-feira 20 de maio de 2024


“Levar aos corações dos devotos esperança, amor e união”, define novo casal imperial da Festa do Divino de Penha

Em sua segunda participação no sorteio, o casal piçarrense – Nikolas Amorim Galiatsatos (25 anos) e Larissa Laís Neves Bussi Galiatsatos (23 anos) – recebeu a graça para organizar os festejos

Foto, Eduardo Bajara
Ouça a Matéria

O jovem casal piçarrense, Nikolas Amorim Galiatsatos (25 anos) e Larissa Laís Neves Bussi Galiatsatos (23 anos), recebeu a divina benção de dar continuidade a secular tradição cultural e religiosa de Penha. Na tarde do último domingo, 28, eles foram sorteados ente doze candidatos para serem o imperador e imperatriz da 188ª edição da Festa do Divino Espírito Santo penhense, que acontece no próximo ano.

“Gratidão, muita gratidão! Sem dúvidas, nunca esqueceremos o momento. Foram tantos abraços, lindas palavras e muito carinho de todos. Foi um momento de plena felicidade e emoção”

“Gratidão, muita gratidão! Sem dúvidas, nunca esqueceremos o momento. Foram tantos abraços, lindas palavras e muito carinho de todos. Foi um momento de plena felicidade e emoção”, definiram Nikolas e Larissa – que participaram pela segunda vez do sorteio, sempre realizado na missa vespertina dos festejos. A vaga ocupada pelo casal pertence à família “do seu Valdemar e da dona Vilma, mesma vaga em que os meus avós foram coroados em 1999”, acrescentou Larissa.

Em 1999, Adalmiro Neves, o Miro do Cartório, foi sorteado como imperador. Em 2021, o tio e padrinho de Larissa, Raphael Neves – filho de Miro – recebeu a benção. “A nossa missão é evangelizar. A festa começa na caminhada de evangelização, nas visitas às casas dos devotos, com a partilha e com muita oração. Temos certeza de que será uma festa repleta de fé e da presença do Espírito Santo. Desejamos que, em comunhão com a nossa santa igreja, possamos levar aos corações dos devotos esperança, amor e união”, adiantam Nikolas e Larissa.

Novo casal imperial junto do avô e tio, ex-imperadores, Adalmiro e Raphael – Foto, Eduardo Bajara

Eles contaram que não possuir uma promessa exclusiva em caso de coroação, porém, detalharam ser “um sonho e uma grande realização para nós sermos sorteados, estar entre os 12 candidatos já era uma grande benção. Sabíamos que seriamos sorteados no tempo dele. Ficamos extremamente felizes e honrados que neste ano tenhamos sido os escolhidos”.  O casal casou-se em abril de 2022, semanas antes de participar do primeiro sorteio.

“Para nós o Espírito Santo é quem guia e ilumina os nossos caminhos, nos ajudando a pouco a pouco nos tornarmos mais semelhantes a Cristo. É também quem nos conforta, fortalece e dá paz em meio às dificuldades. Por meio dos seus sete dons o Divino Espírito Santo nos capacita para que possamos ser instrumentos do amor de Deus no mundo. O Espírito Santo é a presença de Deus nas nossas vidas e se manifesta através da união, do amor, do perdão e da família”, finalizam.

ABRE ASPAS  | casal imperial

NIKOLAS AMORIM GALIATSATOS

“Apesar de não ter tido a oportunidade de crescer em meio a esta linda festa e tradição, tive o privilégio de conhecer e me encantar por cada detalhe através da minha esposa e sua família. Desde o meu primeiro contato com a festa, há 9 anos, pude sentir a emoção, o amor e o poder do Espírito Santo na chegada da bandeira aos lares dos devotos. Essa é a festa do povo. Uma festa que crescerá em comunidade, fruto de união entre a igreja, o casal imperial e os devotos do Divino.”

LARISSA LAÍS NEVES BUSSI GALIATSATOS

“Agradeço muito a minha família, que plantou e nutriu a semente da devoção ao Espírito Santo em mim. Tive o prazer de crescer na festa do Divino, acompanhar o meu avô entregando os convites e coordenando as visitas em nossa comunidade. Aqui em casa, esperamos o ano todo para receber a bandeira e ouvir ela chegando, com os seus cantos e o toque do tambor, me emociona desde criança. Lembro-me da igreja sempre lotada, nas novenas e no tríduo festivo. Espero ver essa grandiosa festa do povo crescendo e conquistando cada vez mais devotos.”

FESTA DO DIVINO, por João Cláudio Souza

No altar principal

O conjunto de bandeiras

Representa mais um sinal

Açores a terras brasileiras

Ações elevam a coroa real

Os dons a iluminar

O dia da festa do Divino

Dentro da matriz lá já está

Pomba altaneira Deus menino

Imperador e os foliões a cantar

Festa pelas graças

Através do Espírito Santo

Alcançadas por todas as raças

Da Ciencia até ao Entendimento

São os dons concedidos nas asas

Na Santa Missa

A coroação do Imperador

A tarde a procissão se realiza

O vermelho por símbolo de cor

Emoção encontro com a família

Depois o sorteio

Escolha do novo Imperador

Pro ano que começa em janeiro

Outro dom existe de Deus o Temor

E antes da Fortaleza há o Conselho.

JOÃO CLÁUDIO DE SOUZA

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você