18.9 C
Piçarras
segunda-feira 22 de abril de 2024


Licitação para urbanização da beira-mar Norte ocorre no dia 20 de setembro

Na ocasião, as propostas de empresas interessadas em executar o serviço serão abertas pelo setor de licitações da Prefeitura de Balneário Piçarras

Foto, Felipe Franco / JC
Ouça a Matéria

A Prefeitura de Balneário Piçarras realiza no próximo dia 20 de setembro, às 8h30, a abertura das propostas na licitação para a obra de urbanização da orla Norte da Avenida José Temístocles de Macedo – entre a Rua 3.750 até o limite com a cidade de Barra Velha. O processo ocorreria na manhã desta quinta-feira, 31, mas a publicação de uma errata no edital motivou a mudança da data.


Nesta quinta-feira, 31, a Prefeitura deu publicidade a um vídeo em que revela como a obra será desenvolvida. Com valor inicial de R$ 15,2 milhões, o projeto foi desenvolvido sob o conceito Parque Linear – prevendo uma série de equipamentos de lazer ao longo de 1,2 quilômetro da via ainda não pavimentada e valorizando a experiência frente mar. Pelo edital, a empresa vencedora terá seis meses para executar a obra.

“A urbanização de 1200 metros da orla de Balneário Piçarras impulsionará o desenvolvimento econômico da cidade, criando novas oportunidades turísticas e fortalecendo nossa infraestrutura costeira para o crescimento sustentável da região”, comenta o prefeito Tiago Baltt (MDB).

“Impulsionará o desenvolvimento econômico da cidade, criando novas oportunidades turísticas e fortalecendo nossa infraestrutura costeira para o crescimento sustentável da região”

TIAGO BALTT, PREFEITO

O projeto prevê uma avenida pavimentada em asfalto (3,3 metros de largura), ciclovia (2,45 metros de largura), calçadão em paver (2,5 metros de largura), decks de acesso à praia e uma série de equipamentos como espaço skate, playground, espaço gastronômico, espaço pet, espaço redes, espaço descanso e multiexercitador – formando o Parque Linear.

O projeto, desenvolvido pela Secretaria de Planejamento Urbano, foi criado com base nas diretrizes do Plano Diretor e do Plano de Mobilidade Urbana. Ambos atuam com o Desenvolvimento Orientado ao Transporte Sustentável (Dots), que promove ambientes com mobilidade sustentável. “Sempre fazemos cidades pensando nos carros, mas o ser humano tem que estar no topo da pirâmide. O projeto foi desenvolvido pensando nisso”, destaca o secretário de Planejamento, Rodrigo Morimoto.

“Estamos criando um Parque Linear, muito mais amplo, acessível e inclusivo, que favorece a utilização máxima do espaço frente mar”

RODRIGO MORITOMO, SECRETÁRIO DE PLANEJAMENTO

“Esse é um formato totalmente diferente do já implantando atualmente ao longo da orla. Estamos criando um Parque Linear, muito mais amplo, acessível e inclusivo, que favorece a utilização máxima do espaço frente mar – e não exclusivamente o atrativo natural do oceano. É um grande equipamento turístico”, enaltece o secretário de Planejamento.

O segundo trecho da orla Norte foi aberto no início de 2021.O local era coberto por mato e não permitia o acesso seguro a moradores e banhistas. Na sequência, a Prefeitura fez a terraplanagem dessa extensão, instalou iluminação pública e procedeu com a formulação do novo projeto de urbanização.

A obra será custeada com recursos do Fundo de Manutenção da Praia, o Fumpra – que teve sua legislação ampliada em 2017, permitindo sua utilização também em obras de infraestrutura na avenida beira-mar. O Fumpra é formado por três fontes de impostos municipais: 33% da arrecadação do ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis), 3% do valor do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e 20% da cobrança da Dívida Ativa.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você