20.4 C
Piçarras
quinta-feira 23 de maio de 2024


Molhes da praia de Balneário Piçarras serão urbanizados e terão temática marinha

Foto, Felipe Franco / JC
Ouça a Matéria

A Prefeitura de Balneário Piçarras espera finalizar este mês o processo licitatório para urbanização tematizada e iluminação pública dos três espigões de pedra da praia central. A contratação iniciou com a abertura das propostas em 4 de outubro e atualmente se encontra em fase recursal até que os vencedores sejam oficialmente declarados. O projeto tem a vida marinha como tema do piso ao longo do trecho que adentra no Atlântico.

“Teremos a temática marinha trabalhada nesses painéis horizontais, o piso em concreto dos molhes

ORLI CARLOS FERREIRA JUNIOR
FOTO, FELIPE FRANCO / JC

“Teremos a temática marinha trabalhada nesses painéis horizontais, o piso em concreto dos molhes. Algo completamente inexistente no Brasil, em especial pela sua extensão. Certamente, o maior do Brasil”, enfatiza o secretário de Obras, Orli Carlos Ferreira Junior. Algas marinhas, tartarugas, águas-vivas, peixes, baleias jubarte e orca, corais, estrelas do mar, cavalos-marinhos, golfinhos e polvos estarão no piso dos molhes.

Para o secretário de Turismo, João Sensi, destaca que o projeto de concreto decorado que irá ornamentar o piso dos três molhes é o grande diferencial do projeto – potencializando as questões turísticas das três estruturas. “Hoje são um grande potencial turístico que nós temos, e ainda mais com esse concreto decorado. Cada molhe ali foi feito com carinho, com uma forma muito interessante, respeitando toda a cultura da cidade, então eu acredito que isso vai ser um grande ganho turístico para o município”, disse.

Projeto desenvolvido pela AKES Engenharia

O edital, dividido em duas frentes de serviços, tem investimento final de R$ 4.093.963,86. São R$ 2.287.853,01 para a urbanização estrutural e mais R$ 1.806.110,85 para a iluminação dos molhes Norte (descida da Avenida Getúlio Vargas), Central (descida da Rua Alexandre Guilherme Figueredo) e a estrutura de 70 metros (Rua Antônio Quintino Pires). O projeto, da Akes Engenharia, também traz uma das bordas dos molhes em formato de onda.

“O conceito estrutural é o de pré-moldados. Então, 90% da estrutura será desenvolvida fora dos molhes e trazida para instalação no local. Como molhes turísticos urbanizados, eles terão sua forma consolidada somente após o mês de fevereiro”, acrescenta Orli. No molhe da Rua Antônio Quintino Pires, está previsto a construção de um píer fluente para atracação de jet-skis. No Molhe Norte, um farol de 6 metros de altura será projetado.

A obra será executada com recursos do Fundo de Manutenção da Praia (Fumpra) – que também pode ser utilizado em trabalhos estruturais ao longo da orla marítima piçarrense.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você