23.1 C
Piçarras
terça-feira 18 de junho de 2024


Nova obra de engordamento deve gerar nova valorização do setor imobiliário

“Podemos esperar um aumento no fluxo de turistas e veranistas na região, o que certamente levará a um aumento na busca por imóveis e consequente aumento nos preços”, analisa.

Foto, Felipe Franco / JC
Ouça a Matéria

O Governo Municipal envia nos próximos dias à Câmara de Vereadores de Balneário, o projeto de lei em que solicita o aval parlamentar para realização da quarta obra de engordamento da faixa de areia. O documento terá como base a ata da audiência pública realizada no último dia 3, quando cerca de cinquenta pessoas conheceram o projeto e avalizaram sua execução. Para o setor imobiliário, a obra deve gerar uma nova onda na procura pelo litoral piçarrense.

A equipe técnica da empresa Alleanza – responsável pelo projeto – detalhou como será a futura obra, que resultará numa faixa de areia com metragem entre 40 à 60 metros de largura. Serão depositados 383.490,00 metros cúbicos de areia ao longo do trecho, num prazo de cinco meses. Assim que a Câmara aprovar o projeto, o edital de licitação para contratação da draga hopper será relançado pela Prefeitura. O valor inicial é de R$ 10.349.450,16.

“Podemos esperar um aumento no fluxo de turistas e veranistas na região, o que certamente levará a um aumento na busca por imóveis e consequente aumento nos preços”

RICARDO CUBAS
FOTO, FELIPE FRANCO / JC

Para corretor de imóveis e especialista em mercado imobiliário na região do Litoral Norte, Ricardo Cubas, a obra dever ter os mesmos reflexos no setor imobiliário dos gerados pelo engordamento na vizinha Balneário Camboriú. “Se olharmos o que ocorreu no mercado imobiliário em Balneário Camboriú, podemos ter uma boa ideia do que ocorrerá em Balneário Piçarras com o alargamento da faixa de areia. Podemos esperar um aumento no fluxo de turistas e veranistas na região, o que certamente levará a um aumento na busca por imóveis e consequente aumento nos preços”, analisa.

Balneário Piçarras passou por obras de engordamento da faixa de areia em 1998 e 2012 (em 2008, a orla recebeu um aporte emergencial de areia) – quando o setor econômico também foi resgatado. “Com a valorização acelerada, que já é uma realidade em Balneário Piçarras, acelera-se também os lançamentos imobiliários, com reflexos no desenvolvimento econômico do município. Em resumo, um projeto de alargamento da orla em Balneário Piçarras deverá ter impactos positivos no mercado imobiliário, na construção civil e na economia local, semelhantes ao que ocorreu em Balneário Camboriú”, reforça Ricardo. A areia desta nova obra é proveniente da mesma jazida utilizada em 1998 e 2012.

Situação da orla piçarrense em 1998 – Foto, Arquivo Jornal do Comércio

Ele prospecta ainda que os efeitos positivos, no viés de investimentos, podem ser os mais otimistas da última década. “O mercado do litoral norte Catarinense já vem se valorizando com taxas acima de 25% ao ano. Com um investimento desse porte e com reflexos tão marcantes no fluxo de pessoas e na demanda por imóveis, podemos experimentar um momento único e histórico no mercado imobiliário. Talvez a maior oportunidade de investimento dos últimos 10 anos”, encerra Ricardo.

O prefeito de Balneário Piçarras, Tiago Baltt (MDB), destaque a importância de manter o volume de areia da orla central “Todos nós sabemos o quanto é importante a nossa orla, a nossa praia e que traz a arrecadação para o nosso comércio […] Muitas pessoas me perguntam se vamos fazer igual a Balneário Camboriú. Não! Balneário Camboriú fez igual a Balneário Piçarras”, definiu.

A aprovação em audiência pública e posterior votação pela Câmara de Vereadores são exigências a Lei Municipal do Fundo de Manutenção da Praia (Fumpra), que irá financiar a obra. O Fumpra é formado por três fontes de impostos municipais: 33% da arrecadação do ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis), 3% do valor do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e 20% da cobrança da Dívida Ativa. Cerca de R$ 900 mil são reservados mensalmente ao fundo.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você