16.7 C
Piçarras
quarta-feira 17 de julho de 2024


Sete animais em situação de maus-tratos são resgatados, em Balneário Piçarras

Segurança Pública notifica morador por maus tratos contra animais; imóvel onde animais estavam foi interditado por questão de saúde pública

Ouça a Matéria

Um morador de Balneário Piçarras foi notificado nesta segunda-feira, 30, por maus-tratos contra sete animais de estimação: três cães (dois adultos e um filhote) e quatro gatos (uma gata com três filhotes). Os animais estavam em situação de abandono dentro de uma residência, no bairro Nossa Senhora da Paz, e foram resgatados pelo Grupo de Operações e Resgate (GOR). A residência foi interditada.

O fato foi descoberto durante ação da Secretaria de Segurança Pública de Balneário Piçarras, que monitorava o imóvel em virtude do Código de Posturas – “para que sejam tomadas medidas de conservação e segurança sanitária, que se tornam problemas coletivos quando propiciam a reprodução de animais geradores de problemas de saúde para todos”. Os animais foram localizados no interior da residência.

“Esses casos têm se tornado mais frequentes” – Foto, PMBP

“Toda a ação foi mantida em rigoroso protocolo de abordagem com a autorização do proprietário. Feitos todos os registros, foram tomadas as medidas legais cabíveis para a necessária responsabilização dos tutores, além do acionamento do Grupo de Operações e Resgate (GOR)”, pontua nota oficial da Prefeitura. A secretaria também providenciou alimentos e água para os pets para iniciar o processo de proteção necessário.

O Governo Municipal pontuou ainda que por não atenderem às notificações, “o imóvel foi interditado por problemas de insalubridade em razão de não apresentar condições de higiene indispensáveis para moradia”. A fiscalização foi precedida de denúncia de moradores do entorno que se sentiram potencialmente ameaçados em termos de saúde pública e condições de maus tratos a animais.

“Esses casos têm se tornado mais frequentes por dois motivos: primeiro porque as pessoas não admitem maus-tratos de qualquer origem e, segundo, porque as pessoas precisam se conscientizar sobre as responsabilidades que assumem diante de outros seres”, afirmou o secretário de Segurança Pública, Paulo Debatin. Há outras denúncias sob análise e, na medida das necessidades e de acordo com os protocolos de segurança, proprietários e moradores serão notificados para que promovem, dentro do regime legal, a correção dos atos e as providências de soluções aos problemas identificados.

REDAÇÃO, JORNAL DO COMÉRCIO
REDAÇÃO, JORNAL DO COMÉRCIO
Desde 1989 informando a comunidade. Edição impressa semanal sempre aos sábados.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você