23.1 C
Piçarras
terça-feira 18 de junho de 2024


Balneário Piçarras: Consórcio vence licitação para construção do Parque Linear

O projeto, que será desenvolvido no formato Parque Linear, teve orçamento inicial na casa dos R$ 15,2 milhões, valores provenientes do Fundo de Manutenção da Praia, o Fumpra

Foto, Felipe Franco / JC
Ouça a Matéria

Com uma proposta de R$ 13.453.153,52, um consórcio formado pela Mercolux e FJ Construtora foi declarado nesta sexta-feira, 17, vencedor da licitação para execução da obra de urbanização da orla Norte da Avenida José Temístocles de Macedo – entre a Rua 3.750 até o limite com a cidade de Barra Velha. As propostas foram abertas em março e desde então questões burocráticas e recursais vinham sendo analisadas pela Prefeitura.

O projeto, que será desenvolvido no formato Parque Linear, teve orçamento inicial na casa dos R$ 15,2 milhões, valores provenientes do Fundo de Manutenção da Praia, o Fumpra. A empresa vencedora terá 6 meses para executar o projeto e a ordem de serviço deve ser dada pelo prefeito municipal nos próximos dias.

“Esse é um formato totalmente diferente do já implantando atualmente ao longo da orla. Estamos criando um Parque Linear, muito mais amplo, acessível e inclusivo, que favorece a utilização máxima do espaço frente mar – e não exclusivamente o atrativo natural do oceano”, enaltece o secretário de Planejamento, Rodrigo Morimoto.

O projeto de engenharia foi desenvolvido no formato Parque Linear ao longo de 1,2 quilômetro da via ainda não pavimentada. Morimoto detalha que o projeto prevê uma avenida pavimentada em asfalto (3,3 metros de largura), ciclovia (2,45 metros de largura), calçadão em paver (2,5 metros de largura), decks de acesso à praia e uma série de equipamentos como espaço skate, playground, espaço gastronômico, espaço pet, espaço redes, espaço descanso e multiexercitador – formando o Parque Linear.

O segundo trecho da orla Norte foi aberto no início de 2021.O local era coberto por mato e não permitia o acesso seguro a moradores e banhistas. “A urbanização de 1200 metros da orla de Balneário Piçarras impulsionará o desenvolvimento econômico da cidade, criando novas oportunidades turísticas e fortalecendo nossa infraestrutura costeira para o crescimento sustentável da região”, enaltece o prefeito Tiago Baltt (MDB).

A obra será custeada com recursos do Fundo de Manutenção da Praia, o Fumpra. Ele se forma com base em três fontes de impostos municipais: 33% da arrecadação do ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis), 3% do valor do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e 20% da cobrança da Dívida Ativa.

NOVO EDITAL PARA OBRA DE ALARGAMENTO DA FAIXA DE AREIA
A Prefeitura de Balneário Piçarras já publicou o edital de licitação destinado à contratação de empresa para executar a obra de alargamento da faixa de areia da praia central. Com valor na ordem de R$ 24.256.918,59, as propostas das empresas interessadas em executar o trabalho serão abertas às 8h30 do dia 7 de junho.

“Nós lançamos duas vezes, deu deserta, não houve interesse, no valor de 16 milhões. E agora a gente reviu o preço, refez conforme as cidades vizinhas – Navegantes e Florianópolis fez. […] que venha uma empresa vencedora, que dê um bom desconto para a Balneário Piçarras e que execute a obra o quanto antes”, afirma o prefeito, Tiago Baltt (MDB).

Essa é a terceira tentativa de contratar uma empresa, já que nas demais não houve interessadas no trabalho que irá depositar 425.780,00 metros cúbicos de areia ao longo de no trecho de aproximadamente dois quilômetros – entre os Molhe Norte (descida da Avenida Getúlio Vargas) e Molhe Turístico Joaquim Pires (barra do Rio Piçarras).  A injeção de areia resultará numa faixa de areia com metragem entre 40 a 60 metros de largura.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você