18.1 C
Piçarras
segunda-feira 27 de maio de 2024


Livro de piçarrenses conta a história do bairro Lagoa

Ouça a Matéria

Lagoa, histórias da nossa terra e de nossa gente. Esse é o enredo do livro escrito por Aline Sant´anna e Antônio Vicente Sant´Anna e que será oficialmente lançado na próxima sexta-feira, 17, às 20h, no Centro Cultural Luiz Telles, em Balneário Piçarras. A obra retrata grandes histórias de um dos principais bairros piçarrenses. Tio e sobrinha lapidaram juntos os fatos na intenção de eternizar os registros da localidade.

“O tio Antônio Vicente Sant´Anna, que é irmão do meu avô, e eu que escrevemos o livro. A gente quis contar a história do bairro Lagoa desde a época dos primeiros habitantes, dos primeiros colonizadores, como era a subsistência, do que eles viviam – primeiro o engenho, depois a cana de açúcar”, detalha Aline. A obra possui 67 páginas e foi produzida com recursos da Lei Paulo Gustavo, em edital da Fundação de Cultura.

“E aí eu disse: Tio, vamos começar a escrever para a gente deixar isso registrado, vamos fazer um livro. Mas sem pretensão ainda de fazer realmente o livro. A gente começou a organizar as ideias, eu comecei a escrever. E aí ele ficou guardadinho”

ALINE SANT´ANNA

Fisioterapeuta por formação, Aline acrescenta ainda que “falamos sobre as olarias, falamos também sobre os artefatos de cimento e contamos histórias do cotidiano do bairro – crenças, religiosidade, figuras importantes na comunidade, tem muita foto, como eram os namoros, como eram os bailes. Algumas histórias do bairro que aconteceram no passado, algumas previsões…”

O livro começou a ser lapidado durante sessões de fisioterapia em seu Tio Antônio, que sofrerá um acidente vascular cerebral. “A gente começou há nove anos, quando meu tio teve um AVC e eu comecei a atender ele. E aí ele começou a contar a história da Lagoa, que eu que já morei lá também até os dez anos também não sabia. E aí eu disse: Tio, vamos começar a escrever para a gente deixar isso registrado, vamos fazer um livro. Mas sem pretensão ainda de fazer realmente o livro. A gente começou a organizar as ideias, eu comecei a escrever. E aí ele ficou guardadinho”, recorda-se, Aline.

Antônio Vicente de Sant’Ana é a voz da experiência e a memória viva do bairro Lagoa. Nascido em Luiz Alves, foi para Lagoa com apenas 40 dias de vida. Ele é o mestre oleiro que, com suas próprias mãos, ajudou a erguer a comunidade através da arte da olaria. Seu trabalho árduo e sua dedicação não apenas sustentaram sua família, mas também forneceram materiais essenciais para a construção e o crescimento da região. Além de sua contribuição econômica, Antônio é um contador de histórias nato, cujo amor pelo bairro Lagoa é evidente em cada relato que compartilha.

Os autores trazem à luz a saga da família Sant ́Anna, que, desde o século XIX, com Amândio Joaquim Sant´Anna e sua prole, fincou raízes em Lagoa, dando início a uma linhagem que se entrelaça com a própria história do bairro.  “A obra é um convite aberto às futuras gerações para que conheçam, valorizem e perpetuem as histórias de Lagoa, assegurando que a essência e os valores da comunidade sejam mantidos vivos”, define o editor da obra, o jornalista Luiz Garcia.

Assim, Aline reforça que “a principal mensagem é a gente não deixar a história se acabar, na verdade a gente quer eternizar e deixar com que as gerações futuras conheçam a história da Lagoa, que também é um pouco da história de Piçarras. Então, acho que vai ser bem importante para hoje e principalmente para o futuro, para daqui 20 anos, quando uma criança achar esse livro na escola, vai ver lá o nome do tataravô, dos antepassados, A gente passar isso de geração para geração”, encerra.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você