25 C
Piçarras
quinta-feira 29 de fevereiro de 2024


PSDB e PSD de Balneário Piçarras iniciam conversas para definirem nomes

Ouça a Matéria

PSDB e PSD de Balneário Piçarras começam a construir suas estratégias políticas para a disputa das eleições municipais de outubro. Líderes dos partidos têm se reunido com maior frequência para definir os nomes dos pré-candidatos a prefeito e vice-prefeito, denotando publicamente que manterão a aliança. Até o momento, a unanimidade entre eles é de que os nomes ganharão maior peso diante das pesquisas de popularidade encomendadas pelo bloco.

Os presidentes do PSDB, Leonel José Martins, e do PSD, João Paulo Rodrigues, foram ouvidos pela reportagem. Nomes como de Maurício Köche, João Bento de Moraes, Lucimir Bittencourt e Vinicio José Santos, não citados oficialmente pela presidência do PSDB, e Flávio Tironi e Fábio Emitério Silva, confirmados no PSD, destoam entre os demais filiados. Há grande possibilidade de que uma dupla seja formada a partir desta relação. Mas, a confirmação só ganhará vigor com a realização das convenções.

“Com o tempo, o PSDB possibilitou o surgimento de vários líderes, que obtém hoje as credenciais para concorrer ao próximo pleito, tendo a escolha a ser feita de maneira democrática entre os filiados, levando em total consideração os anseios da sociedade”, frisou Leonel.  O PSD já tem definições mais objetivas para a majoritária. “Hoje temos dois nomes fortes a pré-candidatos a prefeito: Flávio Tironi e Fábio Emitério. Todos os dois com muita capacidade para dar continuidade na excelente administração, fazendo muito por nossa Balneário Piçarras”, afirmou João Paulo.

A certeza de momento é a união de PSDB e PSD, dando continuidade à aliança formada nas eleições de 2012. “Desde 2013, quando nossas equipes [PSDB e PSD] em conjunto vem trabalhando por melhorias em Balneário Piçarras, principalmente nos índices de saúde, educação, inclusão social e no fomento ao desenvolvimento, percebemos que há um alinhamento de ideais em prol de Balneário Piçarras e uma aliança sólida se construiu”, avaliou Leonel.

Para 2020, na visão da presidência do PSD, a cabeça de chapa deve sair do partido devido a “compromissos feitos lá trás. O PSD espera que seja honrado, porque estamos juntos, e estaremos até 31 de dezembro”, lembra João Paulo. Porém, confirmou que as pesquisas encomendas pelo bloco têm peso no momento em que o martelo for batido. “Se as pesquisas apontarem que o candidato do PSDB é o candidato preferido pela população, o PSD é um partido Democrático, vai aceitar com certeza aquilo que a população achar que é de melhor para a cidade”, completou.

Os partidos têm entre 20 de julho a 5 de agosto para realizarem suas convenções e definirem seus candidatos. Até lá, qualquer nome defendido pelas siglas são apenas pré-candidatos, sem direito a realizar campanha política, sob pena de serem punidos pela Justiça Eleitoral.

Foto por: Nelson Junior – TSE

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você