25 C
Piçarras
quinta-feira 29 de fevereiro de 2024


Secretaria de Saúde de Balneário Piçarras monitora primeira suspeita de coronavírus

Ouça a Matéria

Balneário Piçarras monitora seu primeiro caso suspeito de coronavírus, chamado oficialmente de SARS-COV-2. A suspeita recai a um morador que esteve recentemente na França e em Portugal, e que apresentou leves sintoma típicos da doença. A Vigilância Epidemiológica Municipal confirmou que os sintomas já diminuíram e ele está em isolamento domiciliar. A Secretaria de Saúde ressalta que não há motivos para pânico.

“A suspeita é de um morador que esteve em Portugal e na França. Foi atendido na Unimed de Balneário Camboriú, com febre, tosse, dor de garganta e dificuldade para respirar. Mas como o quadro é estável ele se encontra isolado no domicílio. Os sintomas já aliviaram”, categorizou a enfermeira da Vigilância, Alessandra Reckziegel. O resultado final do exame ainda não foi divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde.

Apesar do caso suspeito, a secretária de Saúde, Regiane Basso, afirma que não há motivo para pânico. “Foi feito o exame porque ele esteve na Europa, mas a situação do paciente é bem tranquila. Não há motivos para alardes sociais. A população deve se manter tranquila e seguir os protocolos de prevenção já indicados pelo Ministério da Saúde para toda a nação”, frisa a secretária.

A orientação é para que as pessoas adotem as medidas de prevenção contra a doença para evitar a exposição ao vírus, como lavar as mãos com frequência e cobrir a boca quando tossir e o nariz ao espirrar. Não existe, até o momento, vacina para prevenir a infecção.

Para aquelas pessoas que tenham viajado para o país asiático ou para a Europa nos últimos dias é importante ficar atento e procurar atendimento médico imediato em caso de febre acompanhada de pelo menos um sintoma respiratório, como tosse ou dificuldade para respirar.

Na página da Secretaria de Estado da Saúde (saude.sc.gov.br/coronavirus) é possível encontrar dicas de prevenção, explicações sobre o novo coronavírus e a doença causada – chamada pela Organização Mundial de Saúde de Covid-19 (corona virus decease, em inglês) -, além de dados no Brasil e no mundo, atualizados diariamente pela Plataforma IVIS. Um Plano de Contingência foi criado pelo Estado foi elaborado seguindo as determinações do Ministério de Saúde.

 

Como é definido um caso suspeito do coronavírus(nCoV-2019)?

Os casos suspeitos devem ser mantidos em isolamento enquanto houver sinais e sintomas clínicos. Casos descartados laboratorialmente, independente dos sintomas, podem ser retirados do isolamento.

Situação 1: Febre E pelo menos um sinal ou sintoma respiratório (tosse, dificuldade para respirar) E histórico de viagem para área com transmissão local, de acordo com a OMS, nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas; OU

Situação 2: Febre E pelo menos um sinal ou sintoma respiratório (tosse, dificuldade para respirar) E histórico de contato próximo de caso suspeito para o coronavírus nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas; OU

Situação 3: Febre OU pelo menos um sinal ou sintoma respiratório (tosse, dificuldade para respirar) E contato próximo de caso confirmado de coronavírus em laboratório, nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas.

Foto por: FREEPIK.COM

REDAÇÃO, JORNAL DO COMÉRCIO
REDAÇÃO, JORNAL DO COMÉRCIO
Desde 1989 informando a comunidade. Edição impressa semanal sempre aos sábados.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você