29.3 C
Piçarras
sexta-feira 1 de março de 2024


Secretaria de Saúde de Penha confirma primeiro caso de dengue

Ouça a Matéria

A Secretaria de Saúde de Penha confirmou nesta terça-feira, 3, o primeiro caso de um morador com dengue no município. Um homem de 32 anos, do bairro Gravatá, teria contraído a doença durante uma visita ao estado do Paraná. O paciente foi medicado e já passa bem, com seu quadro de saúde já normalizado. Por conta disso, a Vigilância Epidemiológica de Penha está reforçando as visitas domiciliares.

“Estamos com esse caso importado da doença, o que requer maior atenção, pois já somos um município que tem a presença do mosquito transmissor, e a combinação ‘mosquito/doença’ é um complicador”, afirma o fiscal sanitarista e coordenador do programa de prevenção, Alexandre Deolindo. Atualmente, a equipe já encontrou 85 focos do mosquito Aedes Aegypti na cidade, que continua na qualidade de município infestado.

Alexandre reforçou o pedido para que a comunidade do centro e bairros atenda bem aos agentes comunitários de saúde, que ampliaram as visitas domiciliares visando o repasse de orientações e vistorias de combate à doença. “Estamos visitando todo o Município, com intuito de orientar, eliminar depósitos, e tratar os depósitos que não podem ser eliminados”, detalha ele. “Os moradores precisam atender bem o agente comunitário, visando essa prevenção”, solicita.

Alexandre frisa que o pedido à população se faz necessário em virtude de estarem sendo registradas muitas recusas dos moradores em atender os agentes. Os agentes endêmicos locais estão uniformizados com um colete verde com o brasão da cidade, e com crachá de identificação. Em caso de dúvidas, o morador pode ligar para Secretaria de Saúde da Prefeitura, e conferir o nome do funcionário. O telefone é o 3398-1533.

Atualmente, Penha conta com 288 armadilhas espalhadas pela cidade, e o tratamento precisa seguir sendo feito casa por casa, até atingir 100% dos domicílios. “Pedimos para a população entrar com a gente nessa luta. A melhor forma de prevenção da dengue é evitar a proliferação do mosquito, eliminando água armazenada que pode se tornar possíveis criadouros, como em vasos de plantas, lagões de água, pneus, garrafas plásticas, piscinas sem uso e sem manutenção, e até mesmo em recipientes pequenos, como tampas de garrafas”, finaliza Alexandre.

REDAÇÃO, JORNAL DO COMÉRCIO
REDAÇÃO, JORNAL DO COMÉRCIO
Desde 1989 informando a comunidade. Edição impressa semanal sempre aos sábados.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você