14 C
Piçarras
quarta-feira 29 de maio de 2024


Autoridades iniciam investigação sobre fisioterapeuta que aparece dançando com recém-nascido dentro do jaleco, no Marieta

Ministério Público, Polícia Civil e o Conselho Regional de Fisioterapia apuram a conduta, gravada por colega de sala.

Ouça a Matéria

A atitude de uma profissional da área da saúde, dentro da Maternidade do Hospital Marieta Konder Bornhausen, de Itajaí, vem viralizando negativamente em todo território nacional. Uma fisioterapeuta foi filmada espontaneamente dançando uma popular melodia das redes sociais com um recém-nascido no bolso frontal de seu jaleco. Profissional terceirizada da unidade de referência na região, ela já foi afastada e passará por uma fina investigação pela conduta.

Vídeo ganhou as redes nesta terça-feira, 16

O vídeo, que ganhou publicidade nesta terça-feira, 15, retrata a profissional realizando a coreografia, enquanto à pessoa que faz a gravação à estimula com risadas. Em nota oficial, a direção do Hospital disse que se trata de um fato isolado e que “todas as m5edidas jurídicas – criminais, ético-administrativas e cíveis – estão sendo tomadas com o maior rigor possível, inclusive com apuração de colaboradores que filmaram ou participaram dessa cena lastimável, sem defender a criança”.

Além da profissional, o Marieta afirma que apura pela identificação das demais pessoas envolvidas na cena. O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) já adiantou que uma denúncia foi enviada para o promotor da infância e adolescência, Diego Rodrigo Pinheiro. A Polícia Civil de Santa Catarina (PC/SC) também instaurou inquérito para investigar a conduta da profissional.


A empresa terceirizada, a Vitalle, também por nota oficial, frisou que “estamos estarrecidos com o absurdo da situação e informamos que a profissional foi imediatamente afastada de suas funções e medidas cabíveis serão tomadas, frente a decisões do órgão regulamentador da profissão e junto ao hospital. Lamentamos que um fato isolado e imprevisível como este, possa macular a imagem de um bom trabalho realizado pelos demais membros da equipe e dos colaboradores do Hospital Marieta”.

POSIÇÃO OFICIAL DO HOSPITAL

O Hospital Marieta vem a público manifestar sua completa indignação e repúdio com a conduta inapropriada e criminosa praticada e registrada em vídeo postado nas redes sociais por uma fisioterapeuta de empresa contratada, prestadora de serviços na instituição, manipulando indevidamente um recém-nascido.

Todas as medidas jurídicas – criminais, ético-administrativas e cíveis – estão sendo tomadas com o maior rigor possível, inclusive com apuração de colaboradores que filmaram ou participaram dessa cena lastimável, sem defender a criança.

Com 380 partos mensais em média, o Hospital Marieta tem no respeito e na humanização ao recém-nascido e às parturientes sua premissa de trabalho há várias décadas. Este ato isolado não pode manchar a imagem de centenas de profissionais que atuam na unidade e zelam diariamente cuidando dos bebês.

O Conselho Regional de Fisioterapia (CREFITO) enviou seu Departamento de Fiscalização para o Hospital. “Ato contínuo, caso comprovado se tratar de profissional fisioterapeuta, ocorrerá a suspensão cautelar do exercício profissional até a conclusão do processo ético disciplinar competente”.

NOTA DA EMPRESA

Nós da equipe de Fisioterapia do Hospital e Maternidade Marieta Konder Bornhausen viemos através desta expressar nossa profunda indignação à ação da fisioterapeuta pertencente a nossa equipe, executando uma dança com um recém-nascido no bolso da roupa privativa.

Salientamos que somos uma empresa terceirizada que presta serviço de fisioterapia hospitalar ao HMMKB [Hospital e Maternidade Marieta Konder Bornhausen] há mais de 5 anos e jamais tivemos situações semelhantes. Temos políticas de orientações aos profissionais e códigos de conduta que seguem fielmente os preceitos que regem a profissão.

Estamos estarrecidos com o absurdo da situação e informamos que a profissional foi imediatamente afastada de suas funções e medidas cabíveis serão tomadas, frente a decisões do órgão regulamentador da profissão (CREFITO) e junto ao hospital.

Lamentamos que um fato isolado e imprevisível como este, possa macular a imagem de um bom trabalho realizado pelos demais membros da equipe e dos colaboradores do Hospital Marieta.

Reiteramos nosso compromisso com seriedade na prestação de uma assistência de qualidade e foco na melhor recuperação dos pacientes. Nos solidarizamos com a indignação da comunidade frente a esse ato tão chocante e nos colocamos à disposição para apuração e esclarecimento de todos os fatos.

CONSELHO REGIONAL DE FISIOTERAPIA

O CONSELHO REGIONAL DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL DA 10″ REGIÃO- CREFITO-10, autarquia federal de fiscalização do exercício das profissões de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, vem, por seu Presidente, Sandroval Francisco Torres, manifestar seu total repúdio à atitude cometida por possível profissional fisioterapeuta, a qual postou imagens na rede social manipulando um recém-nascido de forma indevida.

O Departamento de Fiscalização do CREFITO-10 já se dirigiu ao hospital onde ocorreram os lamentáveis fatos com o intuito de apurar a autoria.

Ato contínuo, caso comprovado se tratar de profissional fisioterapeuta, ocorrerá a suspensão cautelar do exercício profissional até a conclusão do processo ético disciplinar competente.

Por certo que uma inconsequente atitude isolada não irá macular a qualidade do serviço prestado pelos mais de 16.000 profissionais fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais catarinenses.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você