16.2 C
Piçarras
terça-feira 28 de maio de 2024


Campanha de multivacinação do Ministério da Saúde começa nesta segunda-feira

Foto de Tânia Rêgo, Agência Brasil
Ouça a Matéria

A partir desta segunda-feira, 16, inicia em Santa Catarina a campanha de multivacinação do Ministério da Saúde para crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade. O objetivo é atualizar as cadernetas de imunização e elevar as coberturas vacinais, reduzindo o risco de reintrodução e disseminação de doenças preveníveis por vacina no Brasil. Veja onde se vacinar em Balneário Piçarras, Barra Velha e Penha.

Entre os principais imunizantes, além da poliomielite, estão as vacinas contra hepatites, BCG, tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) e Covid-19. A ação tem como objetivo ampliar o acesso da população às vacinas, conforme o Calendário Nacional de Vacinação e é destinada para crianças e adolescentes menores de 15 anos, ou seja, com idade até 14 anos, 11 meses e 29 dias

“Não tem meta da vacinação por município. É uma campanha de atualização da Carteirinha de Vacinação”

ALESSANDRA RECKZIEGEL

“Não tem meta da vacinação por município. É uma campanha de atualização da Carteirinha de Vacinação”, explica a enfermeira da Vigilância Epidemiológica de Balneário Piçarras, Alessandra Reckziegel. A campanha segue até o dia 27. Em Balneário Piçarras, a vacinação será oferecida em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS´s). No sábado, 21, Dia D da Campanha – com exceção da UBS Lagoa, todas as demais unidades vão vacinar: das 8h às 17h.

Em Barra Velha, as doses serão aplicadas nas salas de vacina das UBS´s dos bairros São Cristóvão, Centro, Itajuba, Sertãozinho, Quinta dos Açorianos e Pedras Brancas. Moradores dos bairros Rio Novo e Medeiros devem se direcionar para a UBS de Itajuba. Já os munícipes do bairro Escalvado, podem se vacinar na UBS Sertãozinho. Dia 21, elas irão funcionar das 8h às 17h. Para a coordenadora da Epidemiologia no município, Sabrina Mendes, “precisamos aumentar as coberturas vacinais para reduzir o risco de reintrodução e/ou a disseminação de doenças, que podem ser prevenidas com o uso de imunizantes, como a poliomielite, por exemplo”.

“Precisamos aumentar as coberturas vacinais para reduzir o risco de reintrodução e/ou a disseminação de doenças, que podem ser prevenidas com o uso de imunizantes, como a poliomielite, por exemplo

SABRINA MENDES

Em Penha, as vacinas estarão disponíveis em todas suas UBS´s Unidades de Saúde (UBS’s), das 8h às 17h, sendo o dia 21 o “Dia D de Vacinação”. “O objetivo principal é combater o risco de reintrodução de doenças que já foram eliminadas pela vacinação, como a poliomielite. Claro que, todos os adultos também estão convidados para atualizar a caderneta de vacinação”, pontua a enfermeira da Vigilância Epidemiológica de Penha, Jaine Luci Spricigo.

O objetivo principal é combater o risco de reintrodução de doenças que já foram eliminadas pela vacinação, como a poliomielite

JAINE LUCI SPRICIGO

Para se vacinar, a criança ou adolescente precisa estar acompanhado dos pais ou responsáveis, portando um documento de identificação e a Carteira de Vacinação, com aplicação das doses de acordo com a faixa etária.

AS VACINAS DISPONÍVEIS

Hepatite A e B, Penta (DTP/Hib/Hep B), Pneumocócica 10 valente, VIP (Vacina Inativada Poliomielite), VRH (Vacina Rotavírus Humano), Meningocócica C (conjugada), VOP (Vacina Oral Poliomielite), Febre amarela, Tríplice viral (Sarampo, Rubéola, Caxumba), Tetraviral (Sarampo, Rubéola, Caxumba, Varicela), DTP (tríplice bacteriana), Varicela e HPV quadrivalente (Papilomavírus Humano). Também estarão disponíveis para os adolescentes, as vacinas HPV, dT (dupla adulto), Febre amarela, Tríplice viral, Hepatite B, dTpa e Meningocócica ACWY (conjugada). Todos os imunizantes que integram o Programa Nacional de Imunizações (PNI) são seguros e estão registrados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você