20.3 C
Piçarras
segunda-feira 20 de maio de 2024


Bananicultores articulam a criação de uma Federação

Ouça a Matéria



As Associações de Produtores de Banana de todo o Estado estão se unindo para dar um novo rumo à bananicultura em Santa Catarina. Na próxima quarta-feira, dia 5 de novembro, os representantes das associações estarão reunidos em Corupá para definir o estatuto e marcar a data da fundação da Federação das Associações de Produtores de Banana de Santa Catarina ? Febanana.


Sob a coordenação provisória de Valdir Schappo, presidente da Abla de Luís Alves, a criação da Febanana vai trazer aos bananicultores do Estado uma representatividade maior na busca por recursos e maior visibilidade da banana. “A nossa expectativa é que todas as associações de bananicultores do Estado participem da federação, para que a representatividade seja efetiva e tenha força junto aos órgãos públicos estaduais e aos órgãos financiadores. De ínicio, acreditamos que cerca de 10 entidades participarão”, destaca Valdir Schappo.


Segundo ele, já foram realizadas três reuniões para definir os estatutos da entidade com a participação principalmente de representantes das associações de Corupá, Guaramirim, São João do Itaperiú/Barra Velha, Massaranduba, Luís Alves e Schroeder. Nesta reunião na próxima semana, participarão o presidente das entidades do Estado, além de um ou dois delegados por associação, dependendo do número de associados.


Para o presidente da Abla, a Febanana surge num momento que a bananicultura catarinense enfrenta a melhor fase de sua história. “Nos últimos 20 anos, percebemos o aumento de tecnologia nos bananais e o conseqüente aumento da produção estadual. E isso nos tornou um dos principais Estados produtores do país”, destaca Schappo.



Pesquisa



Além de elencar inúmeras reinvindicações para o setor da bananicultura, a Febanana pretende elaborar uma pesquisa completa sobre o número de produtores no Estado e a produção atual. A entidade será responsável também pela divulgação conjunta da bananicultura catarinense. “Queremos evitar as disputas individuais entre municípios e buscar a união entre todos os produtores para garantir que a banana catarinense ganhe maior visibilidade no Brasil e no exterior”, conclui Schappo.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você