16.7 C
Piçarras
quinta-feira 18 de julho de 2024


Comitiva vai pedir melhorias no Aeroporto

Ouça a Matéria



Uma comitiva catarinense, liderada pelo governador Luiz Henrique deverá voar para Brasília no dia 11 de novembro para participar de uma audiência com o presidente da Infraero, Carlos Wilson. O objetivo do encontro é fazer com que a Infraero retome o processo de desapropriação de áreas para obras de construção de uma nova pista de pouso e do novo terminal de passageiros do Aeroporto de Navegantes.


A viagem foi acertada durante reunião realizada no Gabinete do Governador, na tarde da última terça-feira, dia 28, quando foi formada a comitiva, integrada também pelo secretário de Desenvolvimento Regional de Itajaí, Paulo Márcio Cruz; pelo presidente da Assembléia Legislativa do Estado, Volnei José Morastoni; pela presidente da Associação Comercial e Industrial de Itajaí, Maria Izabel Pinheiro Sandri; e pelo representante da Associação Comercial e Industrial de Blumenau, Anselmo Souza.


A construção da nova pista de pouso e do novo terminal de passageiros do Aeroporto de Navegantes prevê a utilização de uma área de cerca de 13,2 milhões de metros quadrados, e exigirá investimentos da ordem de R$ 40 milhões até o ano de 2008. “O cronograma de investimentos depende apenas da liberação da área para que se evite atrasos”, explica o superintendente da Infraero em Navegantes, Vânio Torquato.


Segundo informações do Estado, cerca de 70% da área a ser utilizada já está desapropriada e à disposição da Infraero. Contudo, as desapropriações foram paralisadas no início deste ano e o Governo do Estado tem priorizado a melhoria das condições do aeroporto, motivo pelo qual está se empenhando para a retomada do processo de desapropriações. “As melhorias no aeroporto de Navegantes são fundamentais tanto para o incremento do turismo ? vocação natural da nossa região ? bem como para o implemento de transporte aéreo de cargas. Por isso, o assunto tem sido tratado como prioridade”, argumenta o secretário regional de Itajaí, Paulo Márcio Cruz.



Linhas de vôos



Outra ação que vem exigindo o empenho das lideranças estaduais e da região é com relação ao restabelecimento de linhas aéreas no percurso Congonhas/Joinville/Congonhas e Navegantes/Congonhas. Na reunião de terça-feira, o governador demonstrou irritação com o Departamento de Aviação Civil (DAC) em relação ao assunto.


Há cerca de 25 dias, o governador enviou correspondência ao DAC solicitando a liberação destas linhas, tendo em vista, inclusive, que a empresa aérea Gol demonstra interesse na exploração deste itinerário. Até o fechamento desta edição, o DAC ainda não havia se posicionado com relação ao assunto.


O governador lamentou o tratamento que o órgão vem dispensando à Santa Catarina. Em tom firme, Luiz Henrique destacou que a suspensão de linhas aéreas vem prejudicando o Estado, reprimindo a demanda de passageiros. Lembrou que, por falta de vagas em aviões, empresas de turismo estão deixando de vender pacotes para Balneário Camboriú e Beto Carrero World, por exemplo, o que compromete algo entre três a quatro mil empregos em Santa Catarina.


Com efeito, somente o embarque de passageiros no Aeroporto de Navegantes caiu de 386.520 pessoas em 2001, para 361.762 passageiros em 2002. “Isto significa que os passageiros estão se utilizando de outros aeroportos como alternativas para suas viagens”, destacou Luiz Henrique, ressaltando que está encaminhando o assunto para conhecimento do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e, se necessário, vai tratar da questão diretamente com o presidente da República.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você