16.1 C
Piçarras
segunda-feira 20 de maio de 2024


Barra Velha discute saneamento em audiência

Ouça a Matéria

Foi realizada pela primeira vez, no dia 27 de maio, uma audiência pública para debater as necessidades do município e as diretrizes para a elaboração do Plano de Águas e Saneamento a ser desenvolvido pela Prefeitura Municipal.
A reunião aconteceu no salão paroquial da Igreja Matriz, no centro da cidade, e contou com a participação de 60 pessoas da comunidade, além do prefeito Samir Mattar. As apresentações foram comandadas pelo consultor Paulo Mência, da Ampla Consultoria, de Florianópolis.
A Ampla Consultoria é a empresa que venceu a licitação para desenvolver o Plano de Saneamento na área urbana para os próximos 30 anos. A consultoria deu detalhes da estrutura de captação, tratamento e distribuição de água existente, herdada da Casan e que desde setembro do ano passado é administrada pela Enops Engenharia.
Paulo Mência fez um diagnóstico do sistema de abastecimento de água existente em Barra Velha e das necessidades de esgotamento sanitário no município.
O Governo Federal exige que todos os municípios elaborem seus planos de saneamento até o final deste ano de 2010. Segundo o consultor, atualmente Barra Velha possui uma Estação de Tratamento de Água com capacidade para tratar 170 litros por segundo na alta temporada – volume que já não seria mais o suficiente devido à crescente demanda local, principalmente na alta temporada. Mência avaliou e apresentou toda a estrutura atual do sistema de Barra Velha, adiantando aquilo que a consultoria Ampla considera condições adequadas, e alertando para o que precisa ser reformado ou reestruturado no município.
Ele ainda considerou “baixa” a capacidade do reservatório de água da cidade (com estrutura de armazenamento de 2.200 m³ em três reservatórios instalados no centro e em Itajuba), e contabilizou a extensão total de tubulações existentes, que é de 165 km na cidade, além das duas elevatórias de água tratada, as quais, segundo o consultor, têm boa manutenção preventiva por parte da Enops.
De acordo com o consultor, existe a possibilidade do município ampliar os locais de captação de água no Rio Itapocú, a 3,5km da estação de captação atual do bairro Sertãozinho.
O secretário de Planejamento da Prefeitura, advogado Eurides dos Santos, adiantou que Barra Velha terá até 31 de dezembro deste ano para entregar o Plano de Saneamento local, mas espera encerrá-lo antes desse prazo, que é a mesma data estipulada pelo Governo Federal. A reunião foi acompanhada pelos vereadores Valdir Tavares (DEM), Roberto Bengo dos Santos (PPS), Carlos Alberto da Silva (PR), Fabio Brugnago (PP) e Nivaldo José Ramos (DEM).

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você