14.5 C
Piçarras
domingo 26 de maio de 2024


Defesa Civil do Estado repassará R$ 60 mil para obras em BV

Ouça a Matéria

Por motivo das permanentes ressacas e o aumento do nível do mar, a Defesa Civil do Estado informou na quarta-feira, 08, que o governo realizará um investimento de R$ 60 mil para obras emergenciais na Rua Armando Petrelli, localizada entre o mar e a lagoa. A meta será levantar a rua para evitar que a pista fique interditada pelo mar e salvaguardar o único acesso do município para a boca da barra do rio Itapocú, onde devem ser completados os trabalhos de fixação e dragagem do rio.
De acordo com o coordenador regional da Defesa Civil da região Norte, Antônio Edival Pereira, os recursos serão para a execução de trabalhos em horas máquina e a colocação de saibro e bica corrida. “O dinheiro deverá ser investido em trabalhos na área crítica, na parte da pista de terra que começa depois que acaba o calçamento da rua. Ali o mar costuma invadir, interditando com areia ou água o local, além de colocar em risco elétrico a rua pelo fato de um dos postes de Celesc estar a poucos metros da areia do mar, num local considerado de risco”, explicou o coordenador.
As obras não causarão impacto ambiental, embora precisem de uma vistoria pela Fundação de Meio Ambiente municipal, para que tudo aconteça dentro dos conformes.
De forma progressiva a Defesa Civil do Estado está visitando os municípios para coordenar os trabalhos de implantação de sedes. São João do Itaperiú, São Francisco do Sul, Itapoá e Joinville já estão organizando sua própria diretoria. Quase todos estes municípios receberam verbas públicas para melhorar infraestrutura a fim de garantir maior segurança para a população. “Queremos que cada município monte sua coordenadoria e um Fundo Municipal da Defesa Civil. Posteriormente existe a possibilidade que o governo federal repasse dinheiro para atingir situações emergenciais”, comentou o professor.
Atualmente Barra Velha não possui uma diretoria definida com critérios de conhecimentos, e sim um Conselho Municipal onde, dos 10 integrante,s somente dois possuem formação técnica e são bombeiros e especializados nessa área. Uma das contas pendentes do Conselho é efetivar a transferência do número 199 para a o Corpo de Bombeiros Militar da cidade.
De acordo com os Bombeiros Militares é de necessidade trabalhar com a prevenção e organização para mapear locais de risco de enchentes e situações de fenômenos climáticos como as ventanias.
A Defesa Civil realizará três vistorias das obras a serem executadas na Rua Armando Petrelli a fim de saber do correto investimento dos insumos gerados pela melhora da rua. A obra acontecerá em caráter emergencial e não demandará de licenciamento por parte da Fundação Municipal de Meio Ambiente.
 

Foto por: Ezequiel Díaz Savino

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você