14 C
Piçarras
quarta-feira 29 de maio de 2024


Movimento Surf Verde de BV resgata tartarugas vivas

Ouça a Matéria

Duas tartarugas marinhas jovens da espécie verde foram salvas no dia 12 de dezembro na Praia do Tabuleiro através da ajuda dos voluntários do Movimento Surf Verde (MSV) e do Corpo de Bombeiros Militar de Barra Velha. Os dois animais apareceram no período da tarde na praia, engatados em restos de redes de pesca rasgada que chegaram à costa.
O membro do MSV e guarda-vidas civil, Guilherme Stoeberl, avistou uma das tartarugas na praia, engatada entre restos de rede e galhos de árvores. “Pedi para que um grupo de banhistas trouxesse a tartaruga porque era justo na hora do almoço e estava sozinho no posto. Assim que verificamos que animal estava vivo pedimos apoio”, comentou Guilherme.
O presidente do Movimento, Ezekiel Gringo, entrou em contato com o Projeto Tamar de Florianópolis para receber as orientações técnicas e verificar o estado do animal. “É a primeira vez desde que mantemos o programa de monitoramento que conseguimos atender uma ocorrência e encaminhar os animais com vida. Já estava virando costume somente levantar dados de tartarugas mortas. Hoje é um dia de alegria para nós”, disse Ezekiel.
A primeira tartaruga achada não estava ainda em condições de ser liberada e acabou sendo encaminhada para o Laboratório de Reabilitação de Aves Marinhas do Centro Tecnológico da Terra e do Mar da Universidade do Vale do Itajaí em Penha. Através da colaboração dos bombeiros militares, soldado Carvalho e sargento Medeiros, essa tartaruga junto com mais outra em pior estado foram levadas para atendimento por pessoal especializado. O MSV aguarda para breve as informações sobre o estado das tartarugas.
Restos de redes de pesca e materiais plásticos representam uma ameaça fatal para os animais marinhos. As aves, lobos marinhos, pinguins e tartarugas marinhas são as principais espécies prejudicadas pela ação do homem. A mais recente portaria do Ibama proíbe a colocação de redes fixas a menos de 200 metros de costões rochosos, porém essa medida hoje é descumprida por grande parte dos pescadores artesanais. Já a Policia Ambiental, que possui pouca estrutura e muitos municípios para visitar não realiza operações de fiscalização.
O Movimento Surf Verde solicita à comunidade a participação voluntária através de informações sobre redes irregulares, ações ilegais contra as Áreas de Preservação Permanente, e o repasse de informações sobre a aparição de animais vivos ou mortos na praia.
 

REDAÇÃO, JORNAL DO COMÉRCIO
REDAÇÃO, JORNAL DO COMÉRCIO
Desde 1989 informando a comunidade. Edição impressa semanal sempre aos sábados.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você