25.2 C
Piçarras
quarta-feira 17 de abril de 2024


Figueirão sofre com vandalismo e falta de reformas

Ouça a Matéria

Em Balneário Piçarras, a Quadra de Esportes Vice-prefeito Campolino Teixeira (Figueirão) apresenta os sinais mais precários para prática esportiva. Localizado no Bairro Nossa Senhora da Paz, o local sofre com o misto de falta de investimentos municipais e vandalismo. Goteiras, redes rasgadas, pichações e pequenas destruições no banheiro marcam o centro esportivo.
“O grande problema são as aberturas do ginásio. As pessoas invadem no final de semana e acabam destruindo o local”, revela o diretor de esportes da Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte (Setuce), Marcos Paulo dos Santos. Ele afirma, que enquanto as laterais não forem fechadas até a cobertura, nenhuma reforma está prevista. Em parceria com as goteiras, em dias de chuva a prática esportiva se torna perigosa, quando não, impossível.
“Primeiro vamos fechar o ginásio completamente, depois, pensar na reforma”, confirma. Segundo ele, tal realização já possui um projeto de engenharia, formulado em 2008 e que atualmente passa por atualizações na Secretaria de Planejamento. “O prefeito já autorizou essa reforma de fechamento”, completou.
Apesar de possuir portões, o ginásio é facilmente invadido, justamente pela forma com que foi construído: com paredes de pouco mais de três metros de altura. Nos finais de semana, pessoas entram no complexo para utilizar a quadra, mas acabam destruindo o local. Portas são arrombadas, janelas quebradas e cerâmicas dos banheiros também sofrem avarias.
Apesar da situação, o Ginásio é bastante frequentado, revelando que tal prática é realizada por uma minoria. Além de ser utilizado para projetos sociais e esportivos, durante à noite diversos grupos se reúnem para as tradicionais peladas. A manutenção semanal do sistema de iluminação, por parte da Prefeitura, garante a brincadeira.
 

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você