18.1 C
Piçarras
segunda-feira 27 de maio de 2024


Obra de pavimentação no Tabuleiro gera polêmica

Ouça a Matéria

As obras de pavimentação da Avenida Beira-Mar, desde o Costão dos Náufragos até a metade da Praia do Tabuleiro tem dificultado o acesso dos turistas e veranistas à praia. Os maquinários da Secretaria de Obras estão trabalhando num dos principais cartões postais da cidade, impedindo o estacionamento de carros, em alguns trechos até a circulação de veículos e sujando de lama parte da calçada.
Moradores, comerciantes e veranistas consideraram que a obra trará grandes benefícios para a cidade, porém criticaram o fato da obra ter sido executada no período em que restaurantes, lanchonetes e quiosques trabalham com maior número de vendas e até garantem renda suficiente para a permanência das atividades no resto do ano.
Para mutios, o que houve foi muita praia e pouca gente. Este foi o reflexo da falta de turismo na Praia do Costão.
Uma moradora da cidade, que não quis ser identificada, denunciou para o JC que a rua que está sendo criada não possui tubulação pluvial. “Deveriam se preocupar com a implantação de tratamento de esgoto e não levantar a avenida beira-mar durante a temporada”, destacou.
A proprietária da pousada Beira do Mar, localizada no Costão dos Náufragos, Edite Vedovato, considerou que o fluxo de turistas diminuiu consideravelmente em relação ao ano passado. “Os turistas que não vieram não se recupera mais. É uma vergonha para as pessoas que pagaram para a Prefeitura pelo aluguel dos quiosques que agora levantem toda a calçada. O povo tem o que merece, porque se vende por uma caixa de leite e uma garrafa de óleo”, encerrou.
Para o gerente do bar Duhbai, Diego Rossato, o estabelecimento, que está localizado de frente para o mar, teve uma queda de 90% no movimento de clientes. “Deveriam ter arrumado depois da temporada. Agora que não tem onde deixar o carro estacionado muita gente vai até Itajuba ou inclusive até Piçarras, mas não param no Tabuleiro. Está muito mal organizado, acabaram com o turismo de Barra Velha”, criticou o gerente.
O procurador Jurídico da Prefeitura e secretário de Planejamento, Eurides dos Santos, foi procurado inúmeras vezes pelo JC mas não deu retorno.
 

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você