30 C
Piçarras
domingo 3 de março de 2024


Piçaras abre nesta segunda a 2ª Mostra de Cinema Infantil

Ouça a Matéria

 Nesta segunda-feira, 16, a partir das 9h, o imaginário de curtas-metragens catarinenses será introduzido no cotidiano estudantil com o lançamento oficial da 2ª Mostra de Cinema Infantil de Balneário Piçarras. Até o dia 20, no Centro Cultural, estudantes da rede pública poderão conferiras produções que fazem parte do 3º Circuito Estadual de Cinema, idealizada por Luiza Lins, famosa no meio e que confirmou presença na abertura do evento local.

“É uma pessoa (Luiza Lins) muito importante na área do cinema nacional e por isso sua presença deve ser valorizada”, descreveu a diretora da Secretaria de Turismo e Cultura, Adriana de Souza. Seis sessões serão realizadas em cada dia, contando com a apresentação de até quatro curtas e duração máxima de 50 minutos. A lotação é de 60 alunos em cada apresentação. As escolas podem agendar sua sessão através do telefone 3347.1839. “Ainda há alguns espaços livres”, frisa Adriana, ressaltando a grande procura pela Mostra.

Os curtas metragens estão divididos em três categorias: para crianças até 10 anos, acima dos 10 anos e para adultos. No dia 18, às19h, por exemplo, acontecerá uma sessão especial somente para o público adulto e aberto à comunidade. “No ano passado, na primeira edição do evento, mil crianças participaram e desse total, 30% nunca tinham ido a um cinema”, afirma a diretora de Cultura, referindo-se ao principal objetivo do evento que já está incluso no calendário de eventos de Balneário Piçarras através da aprovação de projeto de lei.

 

LUIZA LINS

Luiza Lins é catarinense e realizou os seus estudos na cidade do Rio de Janeiro e Nova York. Trabalhou como atriz no programa infantil Revistinha, da TV Cultura de São Paulo, como dubladora profissional na empresa Álamo SP, e em várias peças teatrais. Trabalhou em TVs como apresentadora de telejornal e realizou, como produtora executiva, vários documentários, entre eles “Arquitetura na Ilha de Santa Catarina” e “O Capitão Imaginário”, este último premiado como o melhor filme ecológico do Brasil de 2002. Foi produtora do Programa “A Escola TV”, do Governo de Santa Catarina, e de outras produções voltadas à educação.

Em 2002, criou a empresa Lume Produções Culturais e idealizou e realizou a primeira Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis, evento pioneiro no Brasil que promove a inclusão social, a educação através do cinema e o desenvolvimento do cinema infantil nacional.

 Curta metragem local

Todas as sessões começarão com um curta metragem local. De Luiz Ferreira, popular Xiboca, o conto “Quando o Amor é eterno”, foi inspirado nas Ilhas Itacolomi e será apresentado todos os dias. “Esse é o grande diferencial dessa segunda Mostra”, finaliza Adriana. A história de Xiboca foi transformada em curta metragem após ser selecionado pelo Projeto Revelando os Brasis II e que foi filmado na forma de animação. “O diferencial do meu filme é o formato de animação”, descreve o escritor. A história é sobreo amor entre uma índia carijó e um homem branco, vítima de um naufrágio. “Comecei a criar essa lenda acerca de dois jovens apaixonados para que as pessoas se interessassem pela história de Piçarras. Para isso, usei símbolos e elementos da língua indígena”, explica o escritor.

 

OS FILMES

 

Crianças de 08 a 10 anos

– Quando o Amor é Eterno (Lendas das Ilhas Itacolomi)/ Animação

– O fim do recreio / ficção

– O macaco e o rabo / animação

– Minhas Férias / animação

 

Adolescentes acima de 10 anos

 

– Quando o Amor é Eterno (Lendas das Ilhas Itacolomi)/ Animação

– As férias de Lord Lucas /ficção

– Cadê meu Rango / animação

– O fim do recreio / ficção

 

Para adultos

– Quando o Amor é Eterno (Lendas das Ilhas Itacolomi)/ Animação

– A grande viagem / ficção

– Cadê meu Rango / animação

– O fim do recreio / ficção

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você