25 C
Piçarras
terça-feira 23 de abril de 2024


Escritora de Penha lança vaquinha para publicar livro

Ouça a Matéria

A escritora de Penha, Maria do Carmo Ramos Krieger, está em busca de doações financeiras para publicação do livro: “Penha: Relicário do Divino”. O livro está em fase de diagramação e terá cerca de 200 páginas – sendo 150 páginas de texto e outras 50 com fotos. Ela precisa arrecadar R$11.625,00, dinheiro que será utilizado para bancar custos de produção e divulgação.

“Trata-se de uma pequena tiragem, de 500 cópias. Se conseguirmos recursos suficientes, poderemos ir a 1000 cópias e aumentar a divulgação desta tradicional festa, através da distribuição gratuita de livros”, explicou a escritora e professora. As doações podem ser feitas pela internet, clicando AQUI.

O livro vai contar a história da Festa do Divino Espírito Santo em Penha e na região. “A obra apresenta material de campo recolhido ao longo de muitos anos de acompanhamento, observando as várias etapas do desenrolar dessa tradição, que é a Festa do Divino. Momentos especiais em que devotos seguem a Bandeira, símbolo da caminhada”, ressalta Maria do Carmo. As doações financeiras partem de R$ 10 e vão até R$ 500.

“Foram produzidos (textos) ao longo de 2003 e 2005 e nos anos seguintes ao meu acompanhamento. A descrição é fruto da minha experiência como moradora local. Contém recortes da Festa do Divino mostrando a dedicação e a devoção de um povo (não só de Penha, mas municípios limítrofes) ao Espírito Santo, culminando anualmente na organização e execução da grandiosa Festa”, completou.

Ela ainda inclui histórias de experiência vivida em Portugal. “Também faço citação ao Bodo do Divino, na Ilha Terceira/Açores – de onde ‘herdamos’ a tradição’. Tive oportunidade de participar do festejo em junho de 2006. Escrevi sobre algumas passagens de Festa do Divino no Brasil, porém com comparações breves. O foco é a de Penha, celebrada a mais de 181 anos”, reforçou Maria.

A pré-venda através da campanha de arrecadação, serve justamente para “impulsionar” a edição. “Caso o objetivo seja atingido, a doação de um número de exemplares deve ser encaminhada a bibliotecas de escolas de Penha, Balneário Piçarras e Navegantes. Outro tanto, será colocado à venda em noite de autógrafos”, finalizou a escritora. Por conta do trabalho (mesmo não publicado), Maria foi convidada a participar do Congresso de Antropologia de Iberoamerica – Universidade de Salamanca. Acabou de acontecer em Selena, Chile e em agosto do próximo ano será em São Francisco (SC).

Foto por: Felipe Bieging

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você