25.4 C
Piçarras
domingo 25 de fevereiro de 2024


Balneário Piçarras terá 14 minutos de show com fogos de baixo estampido

Ouça a Matéria

Zelar pelo bem-estar e ao mesmo tempo garantir um belo espetáculo no Réveillon de Balneário Piçarras. Esse é o grande objetivo da Secretaria de Turismo, que vai promover show pirotécnico da virada com fogos de baixo estampido, conhecidos como “fogos silenciosos”, com duração aproximada de 14 minutos.

“Queremos promover uma festa que possa respeitar todas as pessoas inclusas na nossa sociedade. Sabemos que os estouros inesperados geram o desconforto de pessoas com autismo, idosos, crianças e também em acamados – sem contar os animais domésticos. Por isso, optamos por fogos de menor impacto”, explica a secretária, Susan Corrêa.

A queima de fogos de baixo estampido também segue a Lei Municipal 693/2019, que proíbe o manuseio de fogos que gerem poluição sonora, em Balneário Piçarras. Os fogos devem promover um espetáculo de aproximadamente 14 minutos. Eles serão alocados na ponta do Molhe Central (descida da Rua 700) e terão o isolamento de segurança.

“Antigamente se usava bateria de tiros. Hoje, não se usa mais. Serão priorizados somente os fogos coloridos – sendo que esses também têm o estampido para a formação do efeito. Como eles não são específicos de tiro, eles têm um baixo estampido. Ou seja, não teremos fogos com estampido. Serão fogos cores, priorizando baixo estampido”, esclarece João Scalvin, da empresa Multi Show Fogos, responsável pelo espetáculo.

Ele também detalha o espetáculo. “Esse ano teremos um espetáculo diferente, com fogos mais traçantes e muito efeito visual. Farão a diferença da virada 2019/2020”, acrescenta João. Antes da queima de fogos, a Banda Seven comanda a festa. Ela sobe ao palco – montado ao lado do Molhe Central – às 22h e promete um vasto repertório para brindar a chegada do novo ano.

FORÇA TAREFA

Para que a orla esteja completamente limpa já nas primeiras horas do primeiro dia de 2020, a Secretaria de Obras prepara uma força tarefa. A partir das 6h do dia 1º de janeiro, equipes irão atuar em duas frentes de trabalho: Sul/Norte e Norte/Sul. Todas as lixeiras serão limpas, assim como quaisquer outros materiais descartados ao longo da orla.

QUE TAL FAZER UMA VIRADA DO ANO MAIS SUSTENTÁVEL?

A Fundação Municipal do Meio Ambiente de Balneário Piçarras (FUNDEMA) solicita que as pessoas que curtirem a virada na orla reduzam o uso de plástico descartável (copos e canudos), levem uma sacola para trazer todo lixo produzido (inclusive bitucas de cigarro), prefiram utensílios retornáveis e “não lancem resíduos no mar”, recomenda o presidente da Fundema, Marcos Zaleski.

A Fundema frisa que a praia e os oceanos são ambientes extremamente sensíveis a poluição, os resíduos lançados são de difícil remoção e colocam em risco a qualidade de vida de diversas espécies. “Seja consciente, a praia é sua segunda casa na temporada. Mantenha bem cuidada e limpa”, encerra Marcos.

LEI MUNICIPAL DOS FOGOS DE BAIXO ESTAMPIDO

A Câmara de Vereadores de Balneário Piçarras votou a aprovou, em março deste ano, projeto de lei ordinária (PLO) para a proibição da queima, soltura e manuseio de fogos de artifícios (artefatos pirotécnicos, rojões e foguetes) que causem poluição sonora como estouros e estampidos na cidade. Ela também se aplica a evento públicos e privados.

O projeto permite apenas o uso dos chamados fogos de artifício “sem barulho”, aqueles que produzem ruídos de baixa intensidade, também conhecidos como “fogos com efeito de vista” assim denominados aqueles que apenas produzem efeitos visuais sem estampidos. “Consideram-se fogos de artifícios sem barulho, os denominados Classe A, ou seja, aqueles explosivos de efeito predominantemente luminoso e com baixo nível sonoro de estampido, com no máximo 65 decibéis”, categoriza o artigo quarto do projeto.

Foto por: Cleiton Reinert

REDAÇÃO, JORNAL DO COMÉRCIO
REDAÇÃO, JORNAL DO COMÉRCIO
Desde 1989 informando a comunidade. Edição impressa semanal sempre aos sábados.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você