26.1 C
Piçarras
quinta-feira 29 de fevereiro de 2024


Cineasta prepara estreia de longa metragem no Centro Cultural Luiz Telles

Ouça a Matéria

No próximo dia 19 de junho, o Centro Cultural Luiz Telles vai se tornar um cinema. Às 19h30, o cineasta Fabio D’Lorian apresentará à Balneário Piçarras um de seus longas-metragens: “Caminho sem volta”. Com censura de 16 anos, não haverá cobrança de ingresso.

“Será o lançamento do longa-metragem, Caminho sem volta, comemorando o dia do cinema e marcando a chegada da Peregrinos Filmes em Balneário Piçarras”, complementa o cineasta, que se mudou para o município no início do ano.  O filme narra história de Carla, no Norte do Brasil, que torna-se uma assassina compulsiva após sofrer um trauma.

 “Carla, uma mulher jovem deixa Manaus para começar a vida na cidade vizinha, Iranduba, iniciando seus trabalhos como diarista. Sofre um trauma e segue sua vida simples até que anos depois torna-se uma corretora de imóveis, e um reencontro indesejado a leva a cometer um crime. No trabalho atende casais, alugando casas, e quando atende algum homem sozinho, sua personalidade assassina aparece. As mortes não param e a polícia local, na pessoa do atrapalhado delegado Alírio, corre contra o tempo para tentar desvendar os crimes, até que resolve chamar Railander, um mercenário de Manaus para solucionar o caso”, descreveu.

Fábio adiantou que sua produtora já pensa em produzir um filme na cidade. “Nosso próximo filme, o primeiro produzido em Balneário Piçarras, está em fase de captação de recursos e parcerias, nesta fase ainda não temos definido que filme será produzido, mas temos várias ideias, uma delas já tem o roteiro pronto, é baseado em fato acontecido recentemente sobre o desaparecimento de um cidadão”, adiantou. A produção está na fase de captação de recursos. Parcerias podem ser firmadas através do site www.peregrinosfilmes.com.br.

Em Balneário Piçarras, Fábio afirma que o “principal objetivo é produzir filmes na cidade, movimentando dinheiro, gerando emprego e produzindo cultura. Para isso precisamos consolidar nossa instalação na cidade, através da construção de um estúdio cinematográfico capaz de receber nossas produções e até produções de cidades vizinhas, e no futuro atrair também produtoras de outros estados, que certamente terão interesse em aproveitar a paisagem local e regional, até então inexplorada em produções cinematográficas”, finalizou.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você