28.4 C
Piçarras
sábado 24 de fevereiro de 2024


Penha inicia projeto para criar Parque Linear ao longo da orla

Ouça a Matéria

Em sua rede social, o prefeito de Penha, Aquiles da Costa (MDB), colocou para votação popular uma proposta de revitalização do calçadão entre a Praia do Quilombo e a Praia de Armação. Elas oscilavam, basicamente, entre um projeto com a criação de uma avenida beira mar ou com espaços exclusivos para pedestres – opção que acabou sendo escolhida pela grande maioria.

Com 2.400 votos, a opção para o desenvolvimento de um projeto sem a circulação de veículos automotores foi escolhida por 77% dos internautas. A proposta vencedora é definida pelo Governo Municipal como “Parque Linear”, formado por calçadão com ciclovia, faixa compartilhada e equipamentos de lazer coletivos (academia da saúde, playground, pista de skate, quiosques, etc).

Nos comentários da postagem, muitos defenderam seu voto à opção Linear. Caso do presidente da Associação de Moradores e Amigos da Praia Grande, Gilberto Manzoni. “Parque linear. Favorece a qualidade de vida dos munícipes, fica mais harmônico com o visual. Outro pontoo, para fazer uma rua o impacto será muito maior e com certeza o processo erosivo da restinga será pior”, avaliou.

De acordo com o secretário de Governo, Eduardo Bueno, a Associação de Municípios da Foz do Rio Itajaí (AMFRI) iniciou o desenvolvimento do projeto executivo na opção “Parque Linear”. “O Parque Linear acabará se tornando um equipamento turístico de Penha”, avaliou o secretário. O projeto deve abranger cerca de 5 quilômetros da orla e envolverá, inclusive, a reintegração à União de parte terras de Área de Marinha.

“Já solicitamos a gestão plena da orla junto à Secretaria de Patrimônio da União e aguardamos isso para também agilizar a futura implantação”, complementou Eduardo. Na prática, o pedido repassará à Prefeitura o poder de fiscalização e organização da área de Marinha. Em grande parte do trecho do futuro projeto do Parque Linear, há apenas faixa de areia com residências fixados ao estilo pé na areia.

Ainda não há um valor estimado de quanto a obra irá custar. O Governo aguarda o término do projeto executivo para ter esse dado. “Mas nossa intenção é desenvolver o projeto em três etapas”, encerrou o secretário.

Paralelo à intenção da Prefeitura de Penha, a 2ª Promotoria de Justiça da Comarca de Balneário Piçarras tem inquérito civil instaurado cobrando do Governo medidas de melhorias junto ao atual calçadão da Praia do Quilombo. O promotor Luis Felipe de Oliveira Czesnat cobra mobilidade urbana no trecho.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você