27 C
Piçarras
quinta-feira 29 de fevereiro de 2024


Trabalhadores de estabelecimentos liberados deverão usar máscaras

Ouça a Matéria

O Governo do Estado determinou que os funcionários de todos os estabelecimentos com funcionamento autorizado deverão utilizar- inclusive os que não tenham contato com o público. A determinação está prevista em portaria assinada pelo Governador Carlos Moisés, citando ainda a priorização de afastamento sem prejuízo de salário dos trabalhadores com mais de 60 anos, hipertensos, diabéticos, gestantes e imunodeprimidos e medidas de higienização e prevenção ao contágio.

A portaria 244 versa sobre as normas que devem ser seguidas por hotéis, pousadas, albergues, restaurantes, cafés, bares, lanchonetes, comércio de rua e afins, que estão autorizados a funcionar a partir desta segunda-feira, 13.  Também foi publicada a portaria 245 que permite às polícias militar e civil exercer autoridade de saúde em Santa Catarina.

Na semana passada, a Secretaria de Saúde de Santa Catarina publicou portaria autorizando a confecção e uso de máscaras de tecido para a população em geral como uma barreira física que pode complementar os demais cuidados não farmacológicos. Há, entretanto, pequenas regras a serem seguidas.

A Portaria da Saúde cita que “as máscaras podem ser confeccionadas de Tecido Não Tecido (TNT) preferencialmente em camada tripla; ou tecido de algodão (preferencialmente 100% algodão), com mais de uma camada de tecido”. “Essa portaria é voltada justamente para a produção de máscaras de tecido, entre elas TNT, como forma de prevenção da população”, detalhou o secretário de Saúde, Helton Zeferino, ao Jornal do Comércio. O documento trata apenas de máscaras usadas pela população em geral e não se aplica aos profissionais da saúde ou pacientes com Covid-19, que utilizam máscaras do tipo N95 e cirúrgicas, respectivamente.

O Governo de Santa Catarina recomenda o uso de máscaras de tecido por parte de todos os catarinenses que precisam sair de casa, de modo a diminuir a possibilidade de propagação do coronavírus. “É importante utilizar, e também uma questão de respeito às outras pessoas. A máscara é uma barreira que ajuda a evitar a proliferação do vírus”, afirmou o governador. Ele defende que o isolamento ainda é a principal medida para evitar o contágio.

Os documentos foram elaborados pelo Centro de Operações de Emergência em Saúde (Coes), criado para o enfrentamento à pandemia do novo coronavírus, e publicados na edição deste domingo, 12, do Diário Oficial do Estado.

 

 

Foto por: Ricardo Wolffenbuttel

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você