16.1 C
Piçarras
quarta-feira 17 de julho de 2024


Balneário Piçarras confirma edital para novo sistema de videomonitoramento urbano

“O grau de eficiência que necessitamos implica em identificação de pessoas e objetos com clareza e nitidez”, adianta o secretário de Segurança Pública

CCTV security technology with lock icon digital remix
Ouça a Matéria

A Secretaria de Segurança Pública de Balneário Piçarras confirmou que atua na elaboração de edital de licitação para concretização de um novo sistema de videomonitoramento urbano. “O grau de eficiência que necessitamos implica em identificação de pessoas e objetos com clareza e nitidez”, adiantou o secretário da pasta, Paulo Debatin – prevendo o lançamento do documento ainda este ano. Conforme adiantou o secretário, 30 câmeras devem ser implantadas ao sistema – que prevê ainda a possibilidade do aluguel de outras, ampliando o monitoramento urbano.

“Inicialmente está prevista a aquisição de 30 câmeras de monitoramento. Serão 20 do tipo Speed Dome, que se movimenta em 360º. Esse modelo tem como especialidade a ampliação de área de cobertura e o zoom capaz de aumentar imagens e identificar detalhes. E 10 câmeras do tipo Bullet, que serão utilizadas para implantação do sistema de segurança com LPR (“License Plate Recognition” – Reconhecimento de Placas de Veículos). Esse modelo usa tecnologia que reconhece, lê e armazena as placas de veículos que são capturadas na imagem de uma câmera”, detalha Debatin.

O Sistema de Vídeo Monitoramento a ser instalado deve contemplar a utilização de solução de transmissão de dados via IP, fornecimento de toda infraestrutura necessária para fixação das câmeras em campo, equipamentos ativos de rede, conversores de mídia, servidores, software, estações de trabalho e toda a equipagem de infraestrutura da Central de Controle e Operação (CCO), que será instalado na sede da Secretaria Municipal de Segurança Pública. A CCO será responsável pelo controle e gestão de acesso relativo a todas as câmeras e imagens capturadas.

Na visão do Governo Municipal, é necessário que as imagens sejam de alta resolução para que possam auxiliar diretamente na prevenção e solução de crimes – criando ainda um rico banco de dados virtual. “Entendemos que neste novo momento é necessário adquirir o que for possível em termos de avanços tecnológicos. Câmeras com resolução e tecnologias de alto desempenho, Softwares de tratamento de dados e imagens de altíssima resolução e Sistemas de Comando muito sofisticados. Estamos elaborando um novo Edital cujo Termo de Referência contempla estes requisitos. E serão duas versões para o contrato: aquisição de Câmeras de Videomonitoramento e locação de Câmeras de Videomonitoramento”, acrescenta Debatin.

“No momento no qual vivemos hoje, muitos instrumentos novos surgiram, tecnologias avançaram e novas necessidades se impõem. Estamos em um novo tempo”

PAULO DEBATIN, SECRETÁRIO DE SEGURANÇA PÚBLICA

“O grau de eficiência que necessitamos implica em identificação de pessoas e objetos com clareza e nitidez. No momento no qual vivemos hoje, muitos instrumentos novos surgiram, tecnologias avançaram e novas necessidades se impõem. Estamos em um novo tempo. E agora, com novas formas de reconhecimento e identificação é necessário muito mais aprimoramento. A prevenção aos custos é o melhor investimento do orçamento público”, reforça o secretário. O edital para licitação deve ser lançado ainda este ano. Neste momento, o Termo de Referência do processo está em fase de lapidação.

“O edital requer a implantação de sistema composto por Câmeras de Alta Definição (CFTV-IP) para ampliar a segurança da cidade com tecnologia avançada. Com este modelo podemos fazer o Monitoramento e, simultaneamente, Cercamento Eletrônico. Um dos principais objetivos desta nova licitação é contratar serviços e adquirir câmeras que possam monitorar as características operacionais, fluidez, posturas municipais e segurança no município de Balneário Piçarras. Tudo isso possibilita ações imediatas, melhor planejamento de ações, intervenções estratégicas, táticas operacionais mais precisa em toda a cidade”, categoriza Debatin.

A intenção é fazer com que o novo sistema interaja diretamente com os dados de segurança do Estado [Polícia Militar e Polícia Civil], com cruzamento de dados. As futuras câmeras serão posicionadas em locais de grande fluxo de pessoas e áreas críticas de segurança [vias públicas e áreas externas dos próprios municipais e áreas com incidência de crimes], definidas pela Secretaria de Segurança Pública de Balneário Piçarras.

Neste momento, o município possui sistemas de monitoramento apenas em suas instalações, em unidades de saúde e de ensino, além de contar com central de alarme. A Polícia Militar, por meio do Sistema Bem-Te-Vi, tem 11 pontos em funcionamento, além de Sistema de Segurança com LPR/OCR, mantido pela iniciativa privada e com o apoio do Conseg, em aproximadamente 25 pontos. Esses sistemas serão usados de forma compartilhada com o novo Sistema Municipal de Segurança por Videomonitoramento.

CONTRATO ENCERRADO

O Governo Municipal também confirmou o encerramento do contrato com a empresa Urbanii, que prestou serviços para a Prefeitura desde 24 de outubro de 2019 (por meio do Contrato 023/2019). O contrato teve dois aditivos de prorrogação de prazo. O primeiro deles em 24 de outubro de 2020 e o segundo em 22 de outubro de 2021. Ele foi encerrado em 23 de outubro – contudo, a empresa mantém ativas as câmeras, que podem ser visualizadas pelo aplicativo Urbanii Comunidades, após cadastramento.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você