14 C
Piçarras
quarta-feira 29 de maio de 2024


Polícia Militar recupera itens furtados de CEI no centro de Penha

Videomonitoramento da Prefeitura auxiliou na recuperação de itens furtados do CEI Mara Lúcia Souza de Melo

Ouça a Matéria

A Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC) recuperou itens furtados do Centro de Educação Infantil Mara Lúcia Souza de Melo, no centro de Penha – em crime ocorrido na madrugada de quinta-feira, 10. Os policiais tiveram o apoio das imagens fornecidas pelo Centro Integrado de Operações de Segurança (CIOPS) da Prefeitura de Penha.

Após procura de imagens da câmera próxima a unidade escolar, foi verificado um suspeito carregando itens para uma rua ao lado. Em contato com os vizinhos, a equipe chegou ao homem que, segundo populares, é conhecido pela prática de furtos. Ao chegar no local, foi encontrado os pertences da escola.


O CIOPS também contou com o auxílio dos funcionários do CEI, Secretaria de Educação, DetranPen e da empresa Urbanii. Foi recuperado uma TV Samsung, uma roçadeira da marca STIL, duas caixas de som, dois controles de TV, um cooler e um cabo USB. O criminoso ainda não foi encontrado e está sendo procurado pela Polícia Militar.

“Desta forma, foi feito o contato com a Polícia Militar, que prontamente nos atendeu no local e já devolvemos os itens ao CEI. O monitoramento de câmeras mais uma vez auxiliou na resolução de um crime, provando mais uma vez que Penha está no rumo certo em relação a segurança pública”, pontua o Prefeito de Penha, Aquiles da Costa.

CONECTA PENHA

Penha possui o projeto Conecta Penha, onde está o CIOPS. A proposta tem como foco incentivar empresários e moradores e interligarem suas câmeras de segurança ao sistema municipal. Junto ao CIOPS, a cidade possui mais de 200 câmeras da empresa Urbanii e outras 50 já compartilhadas pela sociedade. No site www.penha.atende.net – na barra de rolagem superior – há o ícone do Penha Conecta. Nele, o cidadão ou a empresa interessada será redirecionada ao preenchimento de um formulário de adesão do programa.

No CIOPS, há o acompanhamento das imagens, atendendo demandas sociais – além disso, Polícias Civil e Militar têm acesso pleno às câmeras. Por conta da LGPD, as imagens deixaram de ter acesso livre à sociedade. Para obter alguma situação em específico, é preciso apresentar um Boletim de Ocorrência e assinar um termo de comprometimento de sigilo com as imagens recebidas.

Além das câmeras de monitoramento do CIOPS, Penha possui outras 10 câmeras de alta resolução implantadas pelo Governo do Estado – que estão instaladas no Batalhão da Polícia Militar.

REDAÇÃO, JORNAL DO COMÉRCIO
REDAÇÃO, JORNAL DO COMÉRCIO
Desde 1989 informando a comunidade. Edição impressa semanal sempre aos sábados.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você