19.4 C
Piçarras
terça-feira 18 de junho de 2024


Conscientizar para prevenir

Ouça a Matéria

O Dia Mundial de Combate a Aids (1º de dezembro) foi destinado à ações de conscientização, em Balneário Piçarras. Estudantes da 7ª e 8ª séries da Rede Municipal participaram da 2ª Gincana DST/HIV/Aids, no Ginásio Aurélio Solano de Macedo, e competiram em provas lúdicas de um único objetivo: incentivar o uso do preservativo em todas as relações sexuais.
“Escolhemos esse público justamente pelo aumento da incidência de DST´s (Doenças Sexualmente Transmissíveis) em crianças com essa idade”, afirma a coordenadora da gincana, Luchirlei Vanessa de Borba. “A vida sexual dos jovens, infelizmente começa cada vez mais cedo e por isso é importante muita orientação”, acrescenta, referindo-se às atividades da gincana e a mensagem que as cercam.
Segundo os organizadores, com o inicio precoce da vida sexual, ações de orientação são fundamentais para que futuramente problemas maiores possam surgir. Além do estimulo ao uso do preservativo nas relações, a gincana testou o conhecimentos dos alunos a cerca do tema e priorizou o fim do preconceito sexual. “Queremos diminuir o preconceito em todos os sentidos”, citou a secretária de Saúde e Assistência Social, Rita de Cássia Teixeira Rangel, cuja secretaria elaborou a ação.
Cinco equipes (1°Corrente do Bem, 2° Vista-se, 3° Os Caretas, 4° Super Ação e 5°Atitude) de três escolas competiram ao longo de todo a tarde e concorrem a televisores e bicicletas. “Todas escolas (estaduais, particulares e municipais) foram convidadas, mas apenas três participaram”, frisa a enfermeira coordenadora, que foi auxiliada na organização por Carla Rudolf. Apenas as escolas Monteiro Lobato, Felicidade Pinto Figueredo e Núcleo São Brás estiveram no evento.
No dia 1 de dezembro, vários países comemoram o Dia Mundial de Luta Contra a Aids. Essa data foi instituída como forma de despertar a necessidade da prevenção, promover o entendimento sobre a pandemia e incentivar a análise sobre a Aids pela sociedade e órgãos públicos. No Brasil, a data começou a ser comemorada no final dos anos 1980, envolvendo os governos federal, estaduais, distrital e municipais e organizações sociais.
Este ano, a campanha do Dia Mundial tem como público primordial os jovens de 15 a 24 anos. Essa escolha foi feita ao se levarem em consideração dados comportamentais como o maior número de parceiros casuais dos jovens em relação aos não-jovens e o elevado índice de jovens (40%) que declaram não usar preservativo em todas as relações sexuais. É possível obter outras informações no site (www.aids.gov.br).
 

Foto por: Felipe Bieging

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você