24.1 C
Piçarras
terça-feira 16 de abril de 2024


Atleta de Barra Velha conquista o título do Campeonato Brasileiro de Patinação Artística

Ouça a Matéria

Aos 12 anos de idade, a patinadora barra-velhense, Helena Rodrigues da Silva, acaba de escrever seu nome na galeria nacional de campeãs da modalidade. No último domingo, 25, ela conquistou o título na categoria pré-juvenil do Campeonato Brasileiro de Patinação Artística, disputado na cidade de Venâncio Aires (RS).

“A conquista do Brasileiro representa para mim uma etapa muito importante na minha vida, porque foi uma conquista muito grande e almejada. Foi muito gratificante saber que eu consegui ser a melhor do Brasil na categoria com mais de 40 meninas. Eu fiquei superfeliz”, definiu a jovem patinadora, que somou 27.83 pontos para ser campeã. A segunda colocada, Manuela Santiago Ribeiro Cardoso (SC), somou 27.75.


Helena, que já possui uma série de troféus em sua galeria, vê o Nacional como a realização de um sonho. “Quando eu iniciei, meu sonho era participar de um campeonato, ser campeã. Até mesmo porque eu sempre tive como inspiração a minha técnica, a Gabriela Giraldi, que ela foi campeã mundial em 2019. Era um sonho ser campeão, mas eu não imaginei que seria nesse campeonato, até porque eu competi com 40 meninas que estavam muito preparadas. Eu dei o meu melhor e, graças a Deus, eu consegui ficar em primeiro lugar”, definiu.

Na estante de troféus, estão um 2º lugar no Catarinense de 2019, um 1º lugar no Catarinense de 2022, um 3º lugar no Brasileiro de 2022 e outro 3º lugar no Catarinense de 2023. Mas, ela espera preencher o espaço com muitos outros. Para esse ano, oportunidades não faltarão. Sua agenda está cheia de desafios.

“Eu projeto para a minha carreira focar bastante na categoria de Livre, que foi a que eu fui campeã, para eu conseguir chegar na categoria internacional de livre e para futuros campeonatos internacionais”

HELENA RODRIGUES DA SILVA

“Este ano eu vou participar da primeira fase do Catarinense e vou participar pela primeira vez de um Sul-americano com um quarteto, que eu estou fazendo parte. E aí eu vou participar do troféu Brasil, que é como se fosse a segunda etapa do Brasileiro. E aí, por último, para finalizar o ano, eu vou participar da segunda etapa do Catarinense”, adiantou Helena.

Para alcançar seus objetivos, ela tem uma rotina de treinos bastante intensa. “Treino de três a quatro vezes na semana. Treino, às vezes, em Joinville, que é o treino fixo, e às vezes eu treino em ‘Floripa’ e em Itajaí. Todos esses treinos acompanhados das minhas técnicas. Na terça-feira eu tenho uma hora de treino no ginásio, que na verdade eu precisaria de mais horas, mas uma hora foi o que a gente conseguiu aqui em Barra Velha – uma realidade que na verdade eu espero que mude”, comenta a patinadora.

Helena patina há quase seis anos com as técnicas Gabriela Giraldi e Fernanda Gomes Pereira, da Equilibri Patinação Artística, de Joinville. “Eu projeto para a minha carreira focar bastante na categoria de Livre, que foi a que eu fui campeã, para eu conseguir chegar na categoria internacional de livre e para futuros campeonatos internacionais”, complementa a atleta.

Ela vê o esporte com muito potencial, mas ainda pouco apoio da iniciativa pública para que novos nomes possam despontar no cenário da modalidade. “A patinação artística poderia ser muito mais reconhecida e que dessem mais oportunidades para gente. E assim eu sonho em levar o nome da patinação artística daqui da minha cidade para o Brasil e o mundo afora”, encerrou.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você