21.1 C
Piçarras
quinta-feira 23 de maio de 2024


Muillar e Pauline: “Nosso reinado representou para nós um resgate as origens”

Foto, Cleiton Reinert / Giro Urbano
Ouça a Matéria

Ao jovem casal, Muillar Bento (37 anos) e Pauline Priscila Rodrigues Bento (32 anos), coube a honraria de realizar a Festa de Nossa Senhora do Rosário de Balneário Piçarras este ano. Realizada no último domingo, 29, na Paróquia de Santo Antônio de Pádua, uma multidão se reuniu para manter viva a secular cultura religiosa afro-brasileira.

LEIA:
Dona Ana e Seu Domingos: Rei e Rainha da Festa de Nossa Senhora do Rosário de Balneário Piçarras

“O caráter religioso, cultural e tradicional da festa faz com que ela seja importante em vários níveis dentro da história de Balneário Piçarras”

PAULINE PRISCILA RODRIGUES BENTO
FOTO, CLEITON REINERT / GIRO URBANO

“Nos sentimos honrados e gratos pelo convite. O caráter religioso, cultural e tradicional da festa faz com que ela seja importante em vários níveis dentro da história de Balneário Piçarras, para toda a população, mas principalmente a comunidade negra da nossa região e nos sentimos na responsabilidade de dar o exemplo as novas gerações”, frisa Pauline.

Muillar lamenta a persistência do preconceito contra pessoas negras e destaca a importância da festa de Nossa Senhora do Rosário para preservar a cultura e fortalecer a identidade pessoal e cultura: “temos em nosso dia a dia, situações que fazem nos lembrar que pessoas negras, ainda nos dias de hoje, sofrem com o preconceito. A festa de Nossa Senhora do Rosário tem como um de seus objetivos dar visibilidade as manifestações culturais e religiosas que nosso povo tem e que encontrou sob a proteção de Nossa Senhora do Rosário o amparo e proteção. Por isso nosso reinado representou para nós um resgate as essas origens e também um fortalecimento pessoal dessa cultura que já faz parte de quem nós somos”.

“A festa de Nossa Senhora do Rosário tem como um de seus objetivos dar visibilidade as manifestações culturais e religiosas que nosso povo tem e que encontrou sob a proteção de Nossa Senhora do Rosário o amparo e proteção”

MUILLAR BENTO

Assim que foram indicados, Muillar e Pauline pensaram em temáticas atuais para que os festejos fossem ainda mais atrativos dentro de uma sociedade cada vez mais digital. “Buscamos trazer pautas atuais de assuntos relacionados a cultura negra, que ainda são tabus em nossa sociedade. Além de elementos modernos que possam da mais visibilidade as celebrações através das redes sociais”, destacam.

E para manter a história e a fé de seu povo vivos, o casal fomentou a participação de crianças e adolescentes. “Dentro da estrutura que é necessária para que as celebrações aconteçam é preciso que os conhecimentos e habilidades sejam transmitidas de geração em geração. E as afinidades que cada um tem com as várias funções, ocorrem organicamente como temos nos corais, celebrantes e demais funções. Em nosso reinado uma das ações que tomamos foi de convidar para nosso cortejo pessoas jovens, que tem potencial de transmitir essa tradição como tem sido feito por nossos antecessores”, encerram Muillar e Pauline.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você