14 C
Piçarras
quarta-feira 29 de maio de 2024


Pedra fundamental da ETE Gravatá é lançada

“Conseguir antecipar para 2023 é realmente algo fantástico, significativo e emblemático porque a nossa cidade”

Ouça a Matéria

“Lançar a pedra fundamental, mostrar para comunidade as máquinas a todo vapor, a rede coletora sendo implementada, a Estação de Tratamento de Esgoto é um avanço sem precedente para nossa cidade, sem dúvidas”, definiu o prefeito de Penha, Aquiles da Costa (MDB), durante o lançamento da Pedra Fundamental da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) – realizado nesta quinta-feira, 3. Ela será construída no bairro Gravatá, atendendo ainda a região da Praia de São Miguel.

A ETE será construída na rua Corina Damásio Severino, ao lado do cemitério. Para atender os bairros Gravatá e São Miguel, a concessionária Águas de Penha vai construir a Estação, implantar 16,6 quilômetros de rede de coletora de esgoto, 1.444 metros de linhas de recalque, sete estações elevatórias e interligar 1.298 domicílios ao sistema. O primeiro módulo da ETE Gravatá terá capacidade para tratar 12 litros por segundo de esgoto. A implantação da rede de esgoto para atender os bairros Gravatá e São Miguel, no entanto, começou no dia 17 de julho com a abertura e instalação das redes nas primeiras ruas da região.

Terreno em que a ETE será construída – Foto Felipe Franco

À imprensa, o prefeito da cidade destacou o impasse judicial travado por Águas de Penha e Prefeitura, que resultou na antecipação da meta de tratamento de esgoto. “Isso aqui é uma virada de chave, a realização de um sonho antigo da nossa gente e acima de tudo uma conquista que representa uma vitória muito grande no campo jurídico. Foi um acordo judicial em que a gente teve a participação do Ministério Público, do Poder Judiciário e de vários atores da sociedade para que junto com a Companhia a gente pudesse buscar um mecanismo para antecipar as metas do tratamento do esgoto – já que o que a gente tinha no contrato que nós herdamos era a perspectiva de fazer o tratamento em dois 2036”, frisou.

“o que a gente tinha no contrato que nós herdamos era a perspectiva de fazer o tratamento em dois 2036”

AQUILES DA COSTA (MDB), PREFEITO

Ele complementou seu discurso pontuando que “conseguir antecipar para 2023 é realmente algo fantástico, significativo e emblemático porque a nossa cidade, uma cidade que tem uma vocação turística e que depende de praias com balneabilidade e a gente precisa ter o saneamento pra poder atrair cada vez mais investimentos, na área da construção enfim, todas as áreas. Isso é uma questão de saúde, de qualidade de vida”.

Reginalva Mureb, presidente da Águas de Penha, lembra que a concessionária tem um compromisso com a cidade e propósito de transformar a vida das pessoas garantindo água e saneamento de qualidade. “Nosso principal objetivo agora é a universalização da coleta e tratamento de esgoto, seguiremos avançando juntos”, destaca a presidente.

ESGOTAMENTO SANITÁRIO

O programa completo de investimentos do sistema de esgoto para Penha está dividido em 24 sub-bacias e visa a implantação de 195 km de rede coletora, 13.292 ligações domiciliares, 10 KM de linhas de recalque, 19 Estações Elevatórias e 2 Estações de Tratamento de Esgoto (ETE) com capacidade total de 195 litros de esgoto por segundo. Antes de iniciar as obras em cada rua, a equipe de responsabilidade social da concessionária fará uma visita em todos os imóveis com informações sobre a logística da obra.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você