24.3 C
Piçarras
domingo 25 de fevereiro de 2024


Tartaruga-verde é encontrada mutilada na Praia Grande, em Penha

Ouça a Matéria

A equipe do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) / Univali – Unidade Penha encontrou na manhã desta terça-feira, 12, na Praia Grande, em Penha, uma tartaruga-verde (Chelonia mydas) mutilada. Ela foi localizada sem a carapaça – o segundo caso registrado em duas semanas.

“Ambas foram encontradas na Praia Grande, em Penha, e a equipe observou que a carapaça foi removida com um objeto cortante, evidenciado por cortes retilíneos ao longo da interseção com o plastrão, indicando uma ação intencional”, cita nota oficial da Univali de Penha.

Essa é a segunda tartaruga encontrada nessa situação em duas semanas – Fotos, Marcos Kieser / Univali

A causa real da morte não pode ser confirmada. Existe uma grande preocupação que a retirada das carapaças tenha acontecido com o animal ainda vivo, mas apenas desmaiado.

“Os répteis estavam em estágio avançado de decomposição, impossibilitando a confirmação da causa da morte. A equipe do PMP-BS realizou os procedimentos de biometria e coleta de dados”, acrescentou o corpo técnico na nota oficial.  

A primeira tartaruga-verde encontrada nessas circunstâncias, possuía uma marca artificial (anilha) colocada pelo projeto TAMAR em 30 de junho de 2017, durante a atividade de avaliação da saúde das tartarugas da Praia do Cascalho. Ela indicava que esse indivíduo já habitava as águas do município há pelo menos 5 anos.

Embora proibida, a retirada da carapaça, infelizmente, é uma prática regular, que acontece para utilizar o casco como objeto de decoração ou mesmo para afundar a carcaça. No Brasil, a Lei de Crimes Ambientais (Lei nº 9605 de 12 de fevereiro de 1998), proíbe a captura, morte, coleta de ovos e distúrbios de habitat da fauna silvestre – inclusive de animais já mortos.

A Lei também prevê multas e detenção para os infratores. Denúncias de crimes ambientais, podem ser feitas por meio do site da Polícia Militar Ambiental ou pelo telefone 0800-644-8500.

O resgate de aves, tartarugas e mamíferos marinhos na faixa de areia pode ser solicitado todos os dias das 8h30 às 17h30 pelo 0800 642 3341 – seja para animais vivos ou mortos. A Univali atua na extensão de praias entre Barra Velha e Governador Celso Ramos (SC).

REDAÇÃO, JORNAL DO COMÉRCIO
REDAÇÃO, JORNAL DO COMÉRCIO
Desde 1989 informando a comunidade. Edição impressa semanal sempre aos sábados.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você