20.6 C
Piçarras
terça-feira 18 de junho de 2024


Conceito de sustentabilidade marca projeto do novo pórtico de acesso à Balneário Piçarras

Ouça a Matéria

A sustentabilidade é um dos conceitos centrais do projeto para o novo pórtico turístico de Balneário Piçarras – criado pela Solis Arquitetura dentro do concurso promovido pela Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico. Plástico reciclado, energia solar, captação de água da chuva estarão presentes na gigantesca baleia de 7 metros de altura.

Para a construção do letreiro do portal, o projeto prevê a utilização de 160 kg de plástico reciclável, a instalação de placas fotovoltaicas (energia solar) e a utilização de LEDs, que vão gerar economia energética. Outro diferencial será a captação de água da chuva para irrigar a vegetação.

LEIA
Balneário Piçarras: Solis Arquitetos vence concurso com pórtico que remete à baleia

A população poderá se beneficiar com sombra, bebedouros, faixa de pedestre e lixeiras disponíveis no pórtico, que será construído na Avenida Getúlio Vargas – substituindo a estrutura que caiu em agosto de 2022, em decorrência de um forte temporal que assolou a cidade.

“Geralmente os portais são pensados para os veículos, mas nós pensamos na escala humana, como um equipamento que vai contribuir para o dia a dia das pessoas que passam por ali”, destaca a arquiteta Jeane Aparecida da Silva. A Solis Arquitetura sugeriu a inclusão de totens, que deverão ser instalados nos acessos da cidade, às margens da BR-101.

“Nosso objetivo é trazer o mar para a entrada da cidade, desde o formato, inspirado em baleias, às cores que remetem ao degradê da cor do mar”

MARCOS VINICIUS COSTA

Até mesmo as cores escolhidas evidenciam a relação com o ambiente praiano, possuindo nomes como “bolhas flutuantes” e “azul marítimo”. “Nosso objetivo é trazer o mar para a entrada da cidade, desde o formato, inspirado em baleias, às cores que remetem ao degradê da cor do mar”, enfatiza o arquiteto, Marcos Vinícius Costa.

O conceito do projeto vencedor remete à história de colonização da região, formando o desenho de uma gigantesca baleia, num pórtico com 7 metros de altura. “O projeto arquitetônico traduz a essência da cidade e das pessoas em algo físico. Ficamos muito felizes com a quantidade de pessoas que se identificaram e acharam o resultado positivo”, conclui Jeane.

A Solis recebeu a premiação de R$ 15 mil. O conceito e os cálculos estruturais deveriam levar em conta um orçamento de R$ 1 milhão – já garantidos pela municipalidade para executar o projeto vencedor. Pelo documento, a obra possui um orçamento preliminar de R$ 424.098,00. Há também dois totens, para o acesso marginal, que podem ser incrementados ao projeto. O valor inicial é na previsão de R$ 115.380,00.  

O orçamento preliminar poderá passar por reajustes, com base nos orçamentos reais que serão realizados pelo setor público a fim de viabilizar a licitação para executar a obra.

A homologação do resultado foi feita em 10 de janeiro. Agora, segundo a diretora de Desenvolvimento Econômico, Leticia Fleith, a empresa “tem 60 dias para apresentar toda a documentação do Projeto Arquitetônico Executivo, com levantamento de quantitativos de materiais e orçamento estimativo, comprovando que a obra ficará dentro do R$ 1 milhão”. Se tudo for cumprido, o Governo avançará com o processo licitatório.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você