22.8 C
Piçarras
domingo 10 de dezembro de 2023


O Protesto continua!

Ouça a matéria

Como forma de protesto contra a Câmara de Vereadores pela rejeição de um pedido de suplementação orçamentária para trabalhos de Obras e Planejamento, a prefeitura municipal continua parcialmente em greve no setor de obras com as maquinarias paradas frente à sede administrativa. Tratores, caminhões caçamba, patrola e escavadeiras estão desde o dia 14 de maio estacionados sobre a Avenida Governador Celso Ramos e no pátio da Secretaria de Educação.
De acordo com o Secretário de Assuntos Jurídicos da Prefeitura, Eurides dos Santos, a medida pretende continuar até que os legisladores revertam seu posicionamento sobre a negativa de aumentar o gasto feito para esse ano. “Estamos reapresentando hoje pedido de suplementação com os valores não aprovados na última votação porque precisamos trabalhar. Estão levando uma briga política para o lado pessoal. Dizem que nunca vão aprovar enquanto eu estiver trabalhando no governo do Samir. Assim estão prejudicando o povo”, questionou Eurides na segunda-feira.
A suplementação do orçamento pedido pela prefeitura foi de R$ 1 milhão 465 mil, porém a Câmara aprovou o gasto de R$ 850 mil, cortando R$ 600 mil que correspondiam para a compra de uma PC no setor de Obras (R$ 400 mil), trabalhos de reconstrução de ruas (R$100mil) e para a Fundação de Meio Ambiente (R$100mil).
Entre os argumentos destacados pela maioria de legisladores que votou contra, esteve a responsabilidade de não aprovar projetos cujo destino de verbas não estivesse pontualmente especificado e pudesse ter outra finalidade. A falta de confiança na administração e as suspeitas sobre desvio de dinheiro da Defesa Civil no inquérito da CPI foram alguns dos fatores que influenciaram na rejeição da oposição.
Já Eurides destacou que foi explicado aos vereadores o destino da suplementação orçamentária. Em resposta a mídia, o vereador Fábio Brugnago disse que a prefeitura poderá apresentar novamente os projetos para uma nova apreciação quando detalhar sua finalidade.
 

Foto por: Ezequiel Díaz Savino | JC

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você