21.1 C
Piçarras
quinta-feira 23 de maio de 2024


Passa na Câmara projeto que proíbe celular em bancos

Ouça a Matéria

A Câmara de Vereadores de Balneário Piçarras aprovou em primeira votação projeto de lei que proíbe o uso do aparelho celular dentro das agências bancárias do município. O documento foi validado com a supressão de seu artigo 4º, que prevê o desligamento do aparelho assim que o usuário entrar nas agências.
Além de retirar o quarto artigo, os vereadores devem apresentar uma nova emenda na segunda votação, que vai definir sua aceitação, ou não. Eles querem que o projeto de lei também proíba a utilização da telefonia móvel na Lotérica e Correio. Caso aprovada, a proibição deverá ser anunciada através de cartazes dentro das agências e fiscalizada pelos vigilantes.
A ideia do projeto partiu do vice-prefeito, Luiz José de Almeida Fayad, durante o período que governou o município e visa prevenir assaltos. “Coibir a prática de roubos e assaltos a clientes de bancos, que sacam valores expressivos e despertam a atenção de olheiros de bandidos, que no interior do banco, avisam seus comparsas fora do banco através do celular”, transcreve no documento, Fayad.
Entretanto, o vereador do PMDB, Manoel Gercino Binhotti, levantou uma questão interessante e que deve impossibilitar a aplicação desta lei. Para o parlamentar, para que o celular não seja usado, as agências teriam que respeitar o tempo máximo na fila de espera: 20 minutos, previsto na Legislação Municipal. Binhotti afirma que manter o celular desligado durante o longo tempo nas filas pode trazer prejuízos e causar muito desconforto às pessoas.
 

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você