19.9 C
Piçarras
segunda-feira 22 de abril de 2024


Tráfego na ponte será liberado na próxima semana

Ouça a Matéria

A Prefeitura de Balneário Piçarras informou na tarde desta sexta-feira, 12, que a ponte da Avenida Getúlio Vargas estará liberada para trafego no final desta próxima semana (14 a 21). Segundo nota oficial, o Governo Municipal disse que a empresa responsável pela obra já concluiu a concretagem da estrutura que deve começar ser pavimentada na terça-feira, 16.
“Na próxima semana vamos começar a fazer a pavimentação asfáltica, que vai liberar o trânsito na avenida”, garante o engenheiro, Sergio Augusto de Almeida Rocha. No entanto, de acordo com a Prefeitura, a previsão é de que em no máximo 20 dias a nova ponte deva estar concluída. Antes disso, porém, a ponte já estará aberta para o tráfego de veículos.
A nova ponte – em estrutura metálica – além de dar mais vazão para o Rio Piçarras em caso de cheia, comporta um volume de tráfego até três vezes maior que a antiga. Durante a última semana, os operários concluíram a concretagem e a base da pista e a Casan instalou a rede de água que passa pela estrutura.
Prevista para ser concluída em 180 dias, a construção da ponte foi prejudicada pela maré cheia e por uma paralisação judicial que durou um mês, afirma a Prefeitura. Mas, segundo Rocha, a ponte será entregue antes do prazo final, pois esses dias não contam para o cronograma.
O encarregado Marcos Roberto Ribeiro explica o trabalho dos operários. “As cabeceiras foram a parte mais demorada porque nós precisamos esperar a maré baixar e ficamos de plantão, durante a noite inclusive, para aproveitarmos a hora certa”. Ele afirma ainda que a etapa de estaqueamento, que foi feita com o auxílio de um flutuador, também provocou atrasos.
“Sabíamos que essa era uma obra complexa, que dependeria muito da maré e das condições climáticas. Além disso, enfrentamos um embargo judicial e a boataria daqueles que ainda seguem a política do ‘quanto pior, melhor’. Mas, a ponte está aí e vai ser entregue dentro do período em foi possível trabalhar”, disse o prefeito da cidade, o prefeito Umberto Teixeira, na nota oficial.
A obra é executada com recursos do Ministério das Cidades e próprios do município que somam R$ 1.094.227,70 e faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento para drenagem urbana, o PAC Drenagem. Ao todo, estão sendo investidos R$ 16.705.845,53, nas obras de desassoreamento do leito dos rios Piçarras e Furado e na construção de muros de contenção de margens.
 

Foto por: Felipe Bieging

REDAÇÃO, JORNAL DO COMÉRCIO
REDAÇÃO, JORNAL DO COMÉRCIO
Desde 1989 informando a comunidade. Edição impressa semanal sempre aos sábados.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você