26.1 C
Piçarras
terça-feira 16 de abril de 2024


PT comunica afastamento de coligação em BV

Ouça a Matéria

Através de uma carta aberta à população, o Partido dos Trabalhadores comunicou oficialmente na sexta-feira, 04, seu afastamento da coligação que mantinha com o PMDB na atual administração da prefeitura. Pela primeira vez na história do partido em Barra Velha, o PT decide abandonar uma coligação diante da falta de seguimento das diretrizes de governo que tinham sido propostas durante a campanha pelo prefeito Samir Mattar, como também pelo desagrado nas decisões tomadas durante sua gestão.
O presidente do PT do município, Adilson Madruga, argumentou o afastamento pelo modo em que o município está sendo administrado. “De maneira paulatina e progressiva a administração foi se distanciando daquilo que o PT esperava e tem como programa e princípio. O Partido dos Trabalhadores reafirma seu compromisso de continuar na luta por dias melhores para todos os barravelhenses, na esperança que nesta segunda metade do seu mandato o prefeito Samir Mattar retorne com firmeza a sua administração, exercendo-a de fato e de direito, correspondendo à expectativa da maioria dos nossos eleitores que democraticamente o elegeram”, afirmou o presidente.
A decisão do afastamento aconteceu por decisão coletiva dos filiados ao partido e da própria diretoria. “Nossa vontade é que o município continue crescendo. Nós vamos a continuar trabalhando para o benefício dos moradores”, ressaltou Adilson.
Entre os bastidores do PT, houve várias tentativas para solicitar ao prefeito o cumprimento dos acordos de campanha, porém, diante da falta de atendimento a resolução acabou num afastamento político. Fora da coligação, o PT será considerado oposição e em vez de trabalhar de forma conjunta na procura de verbas para Barra Velha, a solicitação de recursos será feita de forma individual. “Temos quatro representantes no Federal, sete no estadual, além de um ministro de pesca e a presidente. Temos as oportunidades ao nosso alcance”, declarou um dos membros da diretoria do PT.
Entre as possibilidades, as lideranças do partido analisam a criação de uma Organização Não Governamental (ONG) para captar recursos que sejam revertidos em benefício da comunidade. “O próximo passo será convocar reuniões comunitárias para traçar metas diante de pretensões futuras”, encerrou o presidente.
 

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você