23 C
Piçarras
quarta-feira 17 de abril de 2024


Luizinho Américo recebe moção de reconhecimento da Câmara de Balneário Barra do Sul

Ouça a Matéria

O penhense, Luizinho Américo, recebeu na noite desta terça-feira, 10, da Câmara de Vereadores de Balneário Barra do Sul, moção de reconhecimento diante de sua atuação frente à pauta pesqueira em matérias que tramitam em esfera estadual e nacional. Cidade vizinha a Araquari, Balneário Barra do Sul tem na pesca uma de suas principais fontes de renda.

“Estou nesta luta junto com milhares de famílias de pescadores. Esse reconhecimento é compartilhado com todos eles”

LUIZINHO AMÉRICO

“Não é por isso que a gente trabalha, mas fico grato pelo reconhecimento do parlamento de uma cidade que vive da pesca, em especial, da pesca do camarão. É importante ressaltar que só estou nessa luta pelos pescadores e em todas as reuniões das quais participo, eu os levo. Estou nesta luta junto com milhares de famílias de pescadores. Esse reconhecimento é compartilhado com todos eles. Procuro sempre somar o técnico que adquiri na universidade com o conhecimento empírico dos pescadores”, agradeceu Luizinho.

O autor da moção foi o parlamentar, José Eduardo Cancioneiro Calcinoni (Progressistas). “Luizinho tem sido a voz do trabalhador do mar, lutando por pautas que afetam diretamente o cotidiano da pesca – economia que movimenta nossa cidade. Por isso, nossa gratidão a ele, que é filho da terra e conhece por experiência a vida no mar”, explicou.

“Luizinho tem sido a voz do trabalhador do mar, lutando por pautas que afetam diretamente o cotidiano da pesca”

JOSÉ EDUARDO CALCIONI

A pauta defendida por Luizinho, em prol da classe, trata da Portaria 310 (critérios higiênico-sanitário), PREPS (rastreadores nas embarcações artesanais), INI 12 (rede de emalhe a 1 milha da costa), licenciamento na modalidade arrasto meia água (espada), o estudo das portarias 445/158/354 (que listam espécies ameaçadas), projeto de lei (347/22) que busca o fim da pesca de arrasto puxada por embarcações motorizadas e aposentadoria especial dos pescadores industriais – além de realizar o monitoramento de legislações no Congresso Nacional.

“Cada qual com seu grau de importância e todas com impacto enorme para famílias que tiram seu sustento do mar. Em números, são mais de 1 milhão de pescadores artesanais, 4 milhões de pessoas vivendo da pesca, 16 mil trabalhos diretos e indiretos para uma economia que injeta anualmente R$ 25 bilhões na economia nacional”, finalizou Luizinho.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você