21.1 C
Piçarras
quinta-feira 23 de maio de 2024


GunShop celebra seu primeiro ano de fundação

Ouça a Matéria

A GunShop  – loja de armas, munições, acessórios e Clube de Tiro  – acaba de completar seu primeiro ano de atividades, em Balneário Piçarras. Inaugurada em um período de maior flexibilidade legal para a expansão da atividade, os sócios viram o cenário mudar repentinamente e precisaram usar, da veia empreendedora, para se manterem em crescente e consolidar o negócio como um dos principais clubes de tiros do estado.

“Foram anos sonhando esse clube. Foi tudo pensado com muito cuidado, dentro das mais rígidas normas de segurança e com a premissa de desmitificar a questão do armamentismo, da violência. Aqui, se pratica um esporte”

Inaugurada em 20 de maio de 2022 pela união dos sócios André Alarcon, Yuri Coutinho, Anderson Bertoldi e Leonardo Martins. Entre eles, a mesma paixão: o tiro esportivo. “Foram anos sonhando esse clube. Foi tudo pensado com muito cuidado, dentro das mais rígidas normas de segurança e com a premissa de desmitificar a questão do armamentismo, da violência. Aqui, se pratica um esporte”, cita André, atleta profissional de tiro.

Nesse momento, são cerca de mil sócios usando as modernas instalações do Clube situado às margens da popular rodovia Variante – que conecta as cidades de Balneário Piçarras e Penha à BR-101. “Nos surpreendeu muito a boa adesão da população local, hoje, o principal público do Clube. Mas, há sócios de Luiz Alves, Joinville, Blumenau, Gaspar, Jaraguá do Sul, Curitiba, de São Paulo e também do Mato Grosso, um público bem diverso”, acrescenta Anderson.


Nas modernas instalações do clube, os sócios têm acesso a diversos pacotes de filiação, com valores que oscilam entre R$ 350 e R$ 1.650 ao ano. Como o Governo Federal suspendeu a emissão de novos CR’s (Certificado de Registro) de Colecionador, Atirador Desportivo e Caçador (CAC) – até publicação de novos decretos – os novos sócios podem integrar o clube para realização de instruções de tiro, que são realizadas por meio de cursos teóricos e práticos.

“Na GunShop, temos todos os calibres disponíveis de serem comercializados no Brasil para os sócios praticarem – sempre com o máximo de segurança. Um dos pontos fortes do clube é justamente o treinamento de atletas e de profissionais da área de segurança”, reforça Yuri. Os bloqueios legais do atual Governo Federal motivaram os quatro sócios a mudarem as estratégias de trabalho, que antes tinha a vertente da comercialização de armas como alvo.

“O setor simplesmente mudou por completo. O Governo Federal suspendeu uma série de decretos que inviabilizaram o negócio – sob o argumento de uma nova regulamentação, que nunca vem. Proibiram o tiro recreativo, restringiram o número de armas por pessoa…Enfim, foi um momento em que tivemos de rever as estratégias e focar em um outro nicho”, afirma Leonardo.

Enquanto as novas regulamentações não são publicadas, a GunShop segue com sua mira travada pelo sonho. “Conseguimos consolidar um plantel forte de sócios e isso fortaleceu nosso Clube. Sabemos que as políticas públicas têm oscilações seguindo a troca de cada líder e nós, empreendedores, precisamos de astúcia para vencer cada novo desafio. Esse, é apenas mais um e sabemos que nosso sonho se manterá firme”, encerra André.

ESPECIAL, JC Empresas
ESPECIAL, JC Empresas
Sua empresa em absoluto destaque

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você