16.7 C
Piçarras
quarta-feira 17 de julho de 2024


Hospital de Penha paralisa suas atividades

Ouça a Matéria

O Hospital Nossa Senhora da Penha paralisou suas atividades na última sexta-feira, 4. A folha salarial alta, baixo valor de repasse do Sistema Único de Saúde (SUS) e a perda de funcionários nas principais especialidades motivaram o administrador da unidade hospitalar, Nilson Moya, a suspender os procedimentos cirúrgicos – sua principal atividade. A Prefeitura de Penha estuda a proposta de transferir seu Pronto Atedimento (P.A) para as instalações do Hospital, até dezembro, e evitar o fechamento definitivo do local.
“O hospital precisa continuar funcionando para não perder o credenciamento junto ao SUS. Se perdermos o credenciamento será muito difícil conquistá-lo novamente. Quase impossível”, analisa Moya, revelando que seu cirurgião pediu demissão para tratar de questões pessoais e a anestesista sofreu um acidente e está impossibilitada de trabalhar. “Preciso de um tempo para refazer minha equipe e o SUS não vai me dar esse tempo”, lamenta. O Hospital completa 15 anos no próximo mês.
Para evitar o fechamento definitivo, o administrador Moya ofereceu a estrutura do Hospital para que a Prefeitura de Penha a utilize para o P.A e amplie seu atendimento para 24h. “O fechamento do Hospital vai depender desta parceria com a Prefeitura”, frisa Nilson.
Duas reuniões já foram realizadas entre Moya e a equipe do prefeito, Evandro Eredes dos Navegantes. A primeira, no dia 9, na própria Prefeitura, quando o administrador apresentou a proposta. No dia seguinte, quinta-feira, 10, Evandro encabeçou uma visita técnica ao Hospital. “Pudemos observar que o prédio está em excelentes condições e apto a receber nosso Pronto Atendimento. A vontade nós temos, mas vamos realizar um estudo financeiro para ver o impacto dessa mudança”, analisa.
Com a possível mudança do P.A para o Hospital de Penha, o atendimento seria ampliado para 24h. A ampliação está tendo seu custo orçado pela equipe administrativa da Prefeitura. “É preciso ter muita cautela. Vamos estudar muito bem esta proposta antes de anunciarmos a decisão”, revela Evandro. A decisão da Prefeitura deve ser divulgada nesta semana.
A mudança também seria provisória, já que o Governo lança no próximo dia 28, a licitação para a construção da nova unidade do P.A, que será erguido em um terreno ao lado do hospital, com um investimento estimado em R$ 600 mil.
Como exemplo, Penha pode buscar a decisão de Luís Alves. A mundaça do PA da Prefeitura para o Hospital foi uma das saídas encontradas para o não fechamento do Hospital de Luís Alves.
 

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você